Na quinta-feira começou um segundo período de vacinação de crianças entre os 5 e os 11 anos, estando agendadas até domingo mais de 105 mil vacinações.

Decorreu também na quinta-feira a vacinação de utentes do grupo prioritário de vacinação da comunidade escolar, tendo sido vacinadas cerca de 23.000 pessoas, além de cerca de 4.900 profissionais das creches e ATL, também marcados para hoje.

Globalmente, segundo os dados divulgados pelos SPMS, ao longo do dia de ontem foram realizadas mais de 84 mil inoculações nestas populações.

Na parte da manhã, de quinta-feira até domingo, decorre a vacinação das crianças nesta faixa etária.

No período da tarde, e também até domingo, decore a vacinação de reforço contra a covid-19, em modalidade Casa Aberta através de senha digital, especificamente para a comunidade escolar, pessoal docente e não docente, lembra-se no comunicado dos SPMS.

“Os utentes elegíveis da Comunidade Escolar do ensino básico e secundário e das Respostas Sociais na infância que queiram vacinar-se com a dose de reforço, terão de efetuar previamente o pedido de senha digital no Portal COVID-19 (https://covid19.min-saude.pt/casa_aberta/)”, explicam os SPMS.

No comunicado alerta-se que para obter a senha digital os utentes devem pedi-la no dia em que querem ser vacinados e devem informar-se (em https://covid19.min-saude.pt/CVC) da disponibilidade do centro de vacinação pretendido. E no local apresentar documento comprovativo da profissão.

Só na quinta-feira foram pedidas mais de 18.500 senhas digitais, segundo o comunicado.

No primeiro período para a vacinação de crianças entre os 5 e 11 anos, que decorreu no fim de semana de 18 e 19 de dezembro, foram vacinadas 95.752 crianças com a dose pediátrica da Pfizer.

A decisão de vacinar este grupo etário foi anunciada pelo Governo em 10 de dezembro, após a recomendação da Direção-Geral da Saúde (DGS), ouvida a Comissão Técnica de Vacinação e ponderadas as questões de natureza logística com o núcleo de coordenação de apoio ao Ministério da Saúde.

Em Portugal, devido à covid-19 e desde março de 2020, morreram 19.054 pessoas e foram contabilizados 1.539.050 casos de infeção, segundo a última atualização da DGS.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em diversos países.

Uma nova variante, a Ómicron, considerada preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.