Os dados da consultora IMS Health, divulgados esta sexta-feira (08.07), Dia Mundial das Alergias, mostram que entre 2011 e 2015 a venda de anti-histamínicos aumentou 16,35% em termos de unidades, com o maior crescimento a registar-se entre 2014 e 2015.

Apesar deste aumento de consumo e de unidades vendidas, a despesa com anti-histamínicos diminuiu 10,8% no mesmo período.

Leia aindaAs 10 alergias mais estranhas do mundo

Saiba ainda: As alergias podem matar? 12 verdades e mentiras

Leia tambémAs intoxicações alimentares que podem matar

No ano passado, a despesa total com anti-histamínicos foi superior a 18,7 milhões de euros, tendo-se vendido mais de 5,2 milhões de unidades.

Só ate maio deste ano foram já vendidas 2,4 milhões de unidades, a que correspondeu uma despesa de quase nove milhões de euros.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.