Segundo fontes oficias, o surto já causou a morte de crianças nos distritos de Bihar, com 131 a morrerem em dois hospitais de Muzaffarpur, o epicentro da epidemia.

Segundo as autoridades, há mais de 700 casos detetados desde que foi declarado o surto, a 1 de junho.

Devido ao agravamento da situação, o Supremo Tribunal indiano ordenou que o Governo lhe comunicasse as medidas para o combate da epidemia na região, que é assolada por altas temperaturas.

As vítimas apresentam vários sintomas como febre alta, convulsões e vómitos, e na maioria dos casos a falta de tratamento imediata revela-se fatal.

O responsável administrativo de Muzaffarpur iniciou uma investigação sobre uma possível negligência por parte das autoridades de saúde.

Em Nova Deli, o Supremo Tribunal ordenou que o governo da região de Bihar faça um relatório sobre “as condições de higiene, sanitárias, nutricionais e das infraestruturas médicas”, tal como foi indicado à agência Press Trust.

Os representantes legais do estado de Bihar indicaram ao Supremo Tribunal que a crise está agora sob controlo.

Na última década, 1.350 crianças morreram vítimas desta doença em Bihar.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.