O ministro da Saúde disse hoje, no Porto, que as taxas moderadoras no Serviço Nacional de Saúde vão ser publicadas numa portaria “nas próximas semanas” e afirmou que o Estado espera arrecadar “cerca de 100 milhões de euros”.

“São cerca de 100 milhões de euros adicionais” que o Estado estima arrecadar com o aumento das taxas moderadoras disse o ministro da Saúde, Paulo Macedo, à margem da cerimónia de tomada de posse do Conselho de Administração do Hospital de São João (Porto), que decorreu hoje de manhã.

As taxas moderadoras representam atualmente um por cento da despesa total de Saúde e com o aumento das taxas moderadores essa verba passará a representar “cerca de dois por cento da despesa total da Saúde”, explicou o responsável pela pasta da Saúde, referindo que em termos globais as taxas vão duplicar.

O ministro escusou-se, todavia, a especificar os valores reais das taxas moderadoras futuras, remetendo para a publicação da portaria mais informações. O decreto de lei das taxas moderadoras foi promulgado pelo Presidente da República e segue-se agora a promulgação e publicação da portaria nas próximas semanas.

O ministro da Saúde preside hoje às tomadas de posse dos Conselhos de Administração dos hospitais de São João e de Santo António.

29 de novembro de 2011

@Lusa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.