Paulo Macedo, que falava aos jornalistas no final da cerimónia de entrega de 36 ambulâncias do INEM aos bombeiros, confirmou que a IGAS já efetuou o seu trabalho e que cabe agora ao ministro avaliar as suas recomendações.

Em causa estão, como lembrou Paulo Macedo, três questões envolvendo o presidente do INEM, o médico major Paulo Campos, sobre as quais a IGAS já se pronunciou.

Além da sindicância solicitada pelo INEM, a IGAS investigou o alegado desvio de uma ambulância com uma doente prioritária, para que a mulher de Paulo Campos conseguisse chegar a horas ao hospital onde trabalha, em Gaia.

A outra investigação está relacionada com a suposta intervenção do presidente do INEM na transferência de uma doente de helicóptero do hospital de Cascais para o de Abrantes.

Paulo Campos terá alegadamente autorizado a transferência desta doente de helicóptero do INEM, apesar do hospital não o ter solicitado.

O ministro da Saúde disse que está a analisar as recomendações da IGAS e que, sobre estas, deverá pronunciar-se dentro de duas semanas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.