A menos de 2 meses para as comemorações do dia 24 de Novembro como Dia Nacional do Aneurisma da Aorta Abdominal, a campanha Aorta é Vida reforça a importância do diagnóstico precoce como medida decisiva para evitar que a mortalidade provocada por esta doença continue a aumentar.

“O Aneurisma da Aorta Abdominal (AAA) é uma doença grave que raramente apresenta sintomas. Trata-se de uma dilatação lenta e progressiva da aorta, a maior artéria do organismo que, quando rompe, origina uma perda de sangue muito grave, resultando em 90 por cento dos casos em morte”, alerta João Albuquerque e Castro, cirurgião vascular e coordenador nacional da campanha Aorta é Vida.

E acrescenta: “Apenas 50 por cento dos pacientes com Aneurisma da Aorta Abdominal em ruptura chegam vivos ao hospital e destes, mais de 50 por cento morrem após cirurgia. É por isso decisivo apostar em medidas que permitam o diagnóstico precoce, como a introdução da ecografia abdominal como exame obrigatório em todos os homens com mais de 65 anos”.

Disponível no website da campanha – www.aortaevida.com –, a petição para instituir o dia 24 de Novembro como Dia Nacional do Aneurisma da Aorta Abdominal pretende alertar a população, a classe médica e as entidades governamentais para a importância do diagnóstico precoce dos aneurismas da aorta abdominal, uma patologia que afeta cerca de 700 mil pessoas na Europa Ocidental. 

Até ao momento cerca de 3.500 portugueses já se juntaram a esta causa, assinando a petição para institucionalização desta data.

25 de setembro de 2012

@SAPO

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.