A doença é de tal forma rara que os médicos consideram que este talvez seja caso único no mundo.

Os sintomas começaram em outubro de 2013, quando Landon Jones se queixou de tonturas e apertos no peito. Uma bateria de exames e análises veio provar que o rapaz tinha uma infeção no pulmão esquerdo, que acabou por ser tratada com sucesso. Só que a partir daí, o menino deixou de ter apetite ou sede.

Os pais já o levaram a médicos em cinco cidades e o rapaz foi submetido a vários testes e tratamentos, incluindo uma punção lombar, encefalogramas ou avaliação psiquiátrica. Foram equacionadas uma série de hipóteses relacionadas com problemas digestivos ou transtornos alimentares. Com o tempo, essas hipóteses foram sendo afastadas.

Neste momento, a criança está ainda sem um diagnóstico para o seu problema.

Os pais da criança de 12 anos não têm outra alternativa para além de implorar e negociar as refeições com o filho. A criança continua a emagrecer, tendo já perdido 16 quilos, o equivalente a um terço do seu peso anterior. Antes dos sintomas, Landon Jones pesava 47 quilogramas. Agora está com 31.

Segundo os meios de comunicação norte-americanos, alguns médicos equacionam a possibilidade da criança ser portadora de uma forma rara de disfunção do hipotálamo, a região no cérebro que regula uma série de funções como a fome, a sede, a pressão sanguínea ou o sono.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.