O especialista, diretor interino do serviço de pneumologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), salientou que, ao nível da tuberculose, a região tem uma taxa de incidência abaixo da média nacional, que é de 19 casos por 100 mil habitantes.

"Desde 2015 que Portugal foi declarado um país de baixa incidência, mas na região de Coimbra a taxa é inferior à média nacional, com 10 a 12 casos anuais", referiu o médico à agência Lusa, considerando tratar-se do "melhor indicador nacional".

No entanto, Carlos Robalo Cordeiro lamentou o "desinvestimento" verificado na especialidade, nomeadamente ao nível de equipamentos e de recursos humanos no serviço que dirige, associando-o à débil situação económica do país, que foi alvo de um "resgate financeiro" por parte da 'troika'.

"A renovação dos equipamentos e a sua atualização é o nosso maior desafio, porque é uma situação que se reflete a todos os níveis, desde os atrasos nos exames complementares de apoio como no aumento de dias de internamento", exemplificou o pneumologista.

A falta de recursos humanos, médicos e enfermeiros, também preocupa o especialista, que prevê uma agudização da situação com o retorno às 35 horas de trabalho semanal.

Carlos Robalo Cordeiro falava a propósito do sétimo Congresso de Pneumologia da Região Centro, que se realiza na quinta-feira e sexta-feira em Coimbra, com a participação de 300 médicos especialistas.

O congresso, que se realiza de dois em dois anos em Coimbra e roda nos outros anos por diversas cidades da região Centro, vai discutir novas capacidades diagnósticas e novidades terapêuticas e abordar temas como patologia respiratória no idoso, nomeadamente as particularidades do diagnóstico e os limites da terapêutica.

Outros dos temas fortes da iniciativa passam pela discussão da reabilitação pulmonar, as competências em pneumologia ou os conflitos de interesse e a abordagem da nova imagiologia respiratória na perspetiva da medicina nuclear, da eco-endoscopia e da intervenção.

O congresso, que tem a particularidade de discutir os temas com base em casos clínicos tratados nos respetivos serviços hospitalares, assinala nesta edição as 40.ª Jornadas de Atualização Pneumológica, que estiveram na sua origem e são a mais antiga ação pós-graduada regular de toda a Universidade de Coimbra, segundo Carlos Robalo Cordeiro.

"As jornadas sempre foram uma janela aberta para fora do país, com grande internacionalização e atualização de temas importantes com grandes nomes", sublinhou o médico, referindo que "não existe nenhum outro evento com tanta regularidade".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.