Nuno Bernardino Vieira, médico especialista em Medicina Interna do Hospital Lusíadas Albufeira, alerta para a relação entre a retenção de líquidos e algumas doenças e dá alguns conselhos para evitar o inchaço.

A retenção de líquidos consiste na formação de edemas (inchaços) devido a acumulação de líquido no espaço que envolve os tecidos e os órgãos do corpo. Os pés e as mãos são, por regra, as zonas mais suscetíveis, muito em parte devido à força gravitacional.

De acordo com o médico, "existem múltiplas causas para a formação de edema, sendo a retenção de líquidos um dos sintomas da insuficiência cardíaca, doença renal, insuficiência hepática e outras patologias. No entanto, a causa mais frequente é a insuficiência venosa periférica, que faz com que as veias não consigam transportar, de forma eficaz, o sangue de volta das extremidades para o coração, o que se passa principalmente nas pernas".

Menos sal na comida

"A redução do consumo de sal tem também importância em particular nas situações de doença cardíaca, renal ou hepática porque nestas situações o aumento da absorção do sódio do sal acaba por condicionar o aumento da volémia do sangue (quantidade de sangue a circular no organismo) e, consequentemente, a nível periférico forma-se mais facilmente o edema", revela.

Veja ainda10 dicas para estimular a circulação sanguínea

A Organização Mundial de Saúde recomenda um consumo diário inferior a 5g de sal (metade da média de 10,7 g ingeridos pelos portugueses).

Nuno Bernardino Vieira aconselha ainda as pessoas a "manter o peso adequado e praticar exercício físico, em particular nos casos de insuficiência venosa, pois facilitam a drenagem dos membros inferiores pela circulação venosa". E acrescenta: "Garantir um adequado estado de hidratação é fundamental para assegurar o correto funcionamento renal que assim previne também a retenção dos líquidos, pois o líquido que se encontra em excesso no organismo é assim eliminado".

Existem diversas opções de tratamento e é a causa subjacente ao edema que vai determinar a decisão do médico, o que torna indispensável a consulta de um especialista.

Leia também: 10 dicas (e alguns truques) para se livrar da retenção de líquidos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.