"Os desafios que se colocam à sociedade atual, num plano de desenvolvimento sustentado, implicam uma atenção permanente ao impacto do desenvolvimento na saúde ambiental e humana", sendo necessária a formação adequada de profissionais com competências na área da Toxicologia, disse o investigador Ricardo Jorge Dinis-Oliveira, da Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário (CESPU), um dos coordenadores do livro "Toxicologia Fundamental".

10 benefícios científicos comprovados da canábis terapêutica
10 benefícios científicos comprovados da canábis terapêutica
Ver artigo

Nesse sentido, continuou o professor, a edição deste livro, que contou com mais de 25 autores de diferentes áreas e é o primeiro redigido em língua portuguesa, representa "um marco importante" no desenvolvimento pedagógico e científico dessa área para os países lusófonos.

A Toxicologia estuda os efeitos adversos de agentes químicos, físicos ou biológicos sobre os organismos vivos e o ecossistema, incluindo a prevenção e a melhoria de tais efeitos adversos, sendo uma disciplina de estudo "relativamente recente e extremamente multidisciplinar", que integra conhecimentos de diferentes áreas, explicou.

Esses agentes podem ser poluentes ambientais, fumo do tabaco, nitrosaminas e outros carcinogénicos, substâncias psicoativas, cocaína, anfetaminas, heroína, monóxido de carbono, fármacos, metais pesados e desregulados do sistema endócrino, entre outros.

Adequado para diferentes cursos superiores, o livro constituiu-se como um suporte pedagógico para estudantes e professores nas áreas de Ciências Farmacêuticas, Ciências Forenses, Ciências Biomédicas, Medicina, Análises Clínicas e Biologia.

Redigido numa linguagem "que pretende chegar a todos que tenham curiosidade ou desejem aprofundar conhecimentos", foca-se "no que mais útil e atual se pratica nesta área", notou o investigador.

O docente acredita que a atualidade e pertinência científica deste livro constitui "um forte sinal da excelência da rede de competências toxicológicas que existe em Portugal", servindo para colmatar uma lacuna existente nessa área.

"Toxicologia Fundamental" é ainda coordenadora pelos docentes Félix Dias Carvalho e Maria de Lourdes Bastos, da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP). Os três investigadores são membros do laboratório UCIBIO-REQUIMTE.

Ricardo Jorge Dinis-Oliveira já coordenou outras três obras, dedicadas à Toxicologia Forense e as suas aplicações em sede judicial ou judiciária e ao esclarecimento das Ciências Forenses, incluindo os conceitos, a abrangência e as perspetivas futuras.

Em janeiro, foi convidado para editor chefe, durante os próximos dois anos, da revista científica Current Drug Abuse Reviews (CDAR), que publica trabalhos, estudos e ensaios clínicos de medicamentos, bem como avanços no abuso e dependência de álcool e drogas.

Segundo o próprio, este convite representa a afirmação e o reconhecimento internacional da boa produção científica que o grupo de investigação do qual faz parte tem conseguido.

Desde que acabou os estudos, Ricardo Jorge Dinis-Oliveira tem desenvolvido atividade científica e académica nas áreas da Toxicologia e Farmacologia das Substâncias Psicoativas, Pesticidas e Fármacos, nos seus aspetos pré-clínicos, clínicos e forenses.

O docente contribuiu para a descoberta de antídotos, para o desenvolvimento de compostos com interesse analgésico em drogas de abuso, tendo estudado igualmente uma das drogas de produção caseira "mais tóxicas", o krokodil.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.