O desportista terá sofrido uma paragem cardiorrespiratória fatal durante um treino no ginásio da cadeia Fitness Hut no Spacio Shopping, avança o Correio da Manhã. Segundo o mesmo jornal, que cita fontes não identificadas, o homem estava a fazer musculação quando se terá sentido mal.

A morte súbita pode ser evitável e isso também está nas nossas mãos
A morte súbita pode ser evitável e isso também está nas nossas mãos
Ver artigo

O alerta foi dado cerca das 20h20 e os responsáveis pela sala de exercício efetuaram as primeiras manobras de reanimação. No entanto, sem efeito. O óbito foi declarado no local.

O mesmo jornal informa que foi chamada uma equipa de socorro ao ginásio que terá chegado vinte minutos depois. A vítima seria um "atleta experiente" que "treinava todos os dias", descreveram algumas testemunhas. O ginásio esteve encerrado o resto da noite de ontem.

O que é a morte súbita e porque pode ocorrer?

As causas da morte deste homem de 30 anos estão ainda por apurar, mas terão ocorrido na sequência de uma paragem cardiorrespiratória. O corpo foi levado para o Instituto de Medicinal Legal, em Lisboa, onde será autopsiado.

10 erros mais comuns de quem está de volta ao ginásio
10 erros mais comuns de quem está de volta ao ginásio
Ver artigo

A morte súbita é a morte que ocorre de forma inesperada no espaço de uma hora ou até uma hora depois de se iniciarem os primeiros sintomas, explica o médico Miguel Mendes, antigo presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia.

Em Portugal, em média, cerca de 10 mil pessoas sofrem de morte súbita cardíaca todos os anos. Por outro lado, cerca de 20% da mortalidade global da população ocorre por morte súbita e metade das mortes cardiovasculares devem-se a episódios de morte súbita.

Existem três grandes fatores de risco que determinam a grande maioria dos episódios de morte súbita, segundo o cardiologista Miguel Mendes, nomeadamente:

  • Sobreviventes de enfarte – que ficam com uma cicatriz no coração e essa cicatriz pode originar arritmias malignas (culminando em morte);
  • Pessoas com insuficiência cardíaca – que pode resultar quer de doença primária do músculo cardíaco, quer secundariamente da doença das válvulas ou das artérias coronárias. Independentemente da causa que motivou a insuficiência cardíaca, esta pode provocar o aparecimento de arritmias malignas e assim levar à morte súbita;
  • Doenças cardíacas hereditárias e/ou elétricas – doenças hereditárias do músculo cardíaco como a Miocardiopatia Hipertrófica ou doenças elétricas do coração como o Síndrome de Brugada, são alguns exemplos.

Em alguns tipos de doenças que podem provocar a morte súbita, o coração é estruturalmente normal, ou seja não há doença das válvulas nem do músculo cardíaco, como por exemplo no Síndrome de Brugada, tornando muito difícil o diagnóstico prévio ao episódio de morte súbita.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.