"A elegibilidade para vacinação é confirmada através da declaração médica com identificação de Norma 006/2021 da DGS, enviada por SMS para o utente ou entregue em papel", informa a Associação Nacional de Farmácias (ANF) em comunicado.

As farmácias começaram a administrar a primeira tranche do lote de 200 mil vacinas contra a gripe do contingente público, numa colaboração com o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

As vacinas são gratuitas para todas as pessoas entre os 6 meses de idade e os 64 anos, inclusive, com as doenças crónicas ou condições identificadas pela DGS.

"Para receber a vacina do SNS nas farmácias, é necessária a apresentação de uma declaração médica. O médico emite essa declaração através da plataforma de Prescrição Eletrónica Médica (PEM) e pode enviar por SMS ou entregar em papel", informa a ANF.

A lista de farmácias que dispõem de vacinas do contingente do SNS será divulgada através do site das Farmácias Portuguesas e do site da Associação de Farmácias de Portugal.

As farmácias continuam a vacinar contra a gripe a população não elegível para as doses gratuitas.

Até ao dia 11 de novembro, foram dispensadas 610.099 de vacinas em farmácias (mais 141.03% do que em 2020) das quais aproximadamente 65% foram administradas nas farmácias.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.