23 de abril de 2013 - 13h41
O secretário de Estado Adjunto do ministro da Saúde confirmou hoje que está em curso o alargamento dos horários de atendimento aos doentes nos centros de saúde e nos hospitais até às 22h00 e aos sábados.
"É um processo que está em curso, é um processo silencioso, do qual muitas vezes as pessoas não se apercebem. Já há muitos hospitais e centros de saúde com horário alargado. A ideia é, tão breve quanto possível, desde que tenhamos os recursos humanos necessários, tornar isso a regra para o Serviço Nacional de Saúde", frisou Fernando Leal da Costa.
O governante acrescentou, após a inauguração de uma Unidade de Saúde Familiar no Bairro da Boavista, em Lisboa, que o processo "demorará os seus anos", mas deseja que o mesmo esteja concluído "até ao fim desta legislatura".
O Diário de Notícias noticiou hoje que o Ministério da Saúde quer que os hospitais e centros de saúde alarguem os horários de atendimento aos doentes nas consultas até às 22:00 e aos sábados.
Segundo o jornal, esta mudança está prevista num documento entregue aos hospitais, sendo que o vogal do conselho diretivo da Administração Central do Sistema de Saúde Alexandre Lourenço assegurou que a medida "vai avançar" e estará prevista nos planos estratégicos dos hospitais.
"Já demos um passo muito significativo que foi a revisão do horário de trabalho dos médicos para as 40 horas e, portanto, passamos a ter condições de poder reorganizar o trabalho médico a par do trabalho dos outros profissionais para permitir alargamentos de horários", explicou o secretário de Estado.
Fernando Leal da Costa considerou a medida "muito importante" e justificou-a com a necessidade de adaptar os serviços de saúde à vida das pessoas.
"Temos de criar condições para que os serviços de saúde, nomeadamente na área dos cuidados primários, estejam ao dispor das populações durante o maior tempo possível e em horários mais convenientes para os utentes".
De acordo com o secretário de Estado, o alargamento dos horários de atendimento é um "desígnio" possível de ser concretizado, apelando ao ao "empenho e ao esforço" de todos os profissionais, no sentido de se criarem as condições para que seja "mais fácil aos utilizadores chegarem aos serviços de saúde em horas adequadas".
Lusa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.