Em comunicado, o Comando Territorial do Porto da GNR, através do posto territorial de Alfena, explica que, na sexta-feira, “encerrou um espaço que promovia convívios e que estava a funcionar ilegalmente como restaurante num edifício habitacional, com sete pessoas no seu interior”.

“Na sequência de várias denúncias que davam conta da realização de diversos convívios naquelas instalações, os militares da Guarda efetuaram diversas diligências policiais que permitiram apurar que ali funcionava ilegalmente um espaço destinado à confeção de refeições para terceiros e para promoção de convívios”, conta a GNR.

No âmbito da investigação, um homem, de 70 anos, foi constituído arguido e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Valongo.

Fonte da GNR adiantou à agência Lusa que o “arguido é o proprietário do estabelecimento, o qual ficou indiciado pelo crime de propagação de doença”.

Os militares da GNR elaboraram ainda oito autos de contraordenação, sete dos quais às “pessoas presentes no local, por incumprimento ao dever geral de recolhimento domiciliário, e um por promoção de convívios”.

“A GNR recorda que, de acordo com as medidas impostas pelo estado de emergência face à evolução da situação epidemiológica do país, encontram-se encerradas as instalações e estabelecimentos como discotecas, bares, salões de dança ou de festa”, sublinha esta força de segurança.

Desde março de 2020, Portugal já registou 16.351 mortes associadas à COVID-19 e 804.956 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2.

De acordo com os últimos dados da Direção-Geral da Saúde, Portugal tem atualmente 868.951 pessoas vacinadas: 603.585 com a primeira dose e 265,366 com a segunda dose.

Das 34 mortes registadas nas últimas 24 horas, 15 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, 10 na região Centro e nove na região Norte. Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas mais 238 novas infeções, contabilizando-se até agora 304.772 casos e 6.846 mortes.

A pandemia de COVID-19 provocou, pelo menos, 2.531.448 mortos no mundo, resultantes de mais de 114 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.