Ao todo o vírus SARS-CoV-2 já fez 8.189 mortos em Espanha, 849 só nas últimas 24 horas, um novo máximo diário registado neste país. O anterior máximo era de 838 mortes, relatado no último domingo.

Espanha contabilizou desde o início da pandemia 94.417 casos de infeção, mais 9.000 do que na segunda-feira, um aumento de cerca de 10%.

No total, Espanha regista 19.259 pacientes recuperados e quase 50.000 hospitalizados. Entre os que estão em unidades de internamento, pelo menos 5.607 necessitam de cuidados intensivos.

O Conselho de Ministros espanhol planeia aprovar esta terça-feira um plano de ajuda financeira para quem não puder pagar a renda ou prestações da casa. Também está a ser estudado o adiamento dos pagamentos de contribuições à Segurança Social para trabalhadores independentes e algumas pequenas e médias empresas, informa a imprensa espanhola.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da COVID-19, já infetou mais de 750 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 36 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito ontem pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 140 mortes, mais 21 do que na véspera (+17,6%), e 6.408 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 446 em relação a domingo (+7,5%).

Dos infetados, 571 estão internados, 164 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Como é que o sabão destrói o vírus? Dúvidas e perguntas frequentes sobre a lavagem das mãos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.