A saúde oral ainda é uma realidade muito limitada do serviço público. Nos centros de saúde de todo o país trabalham apenas 20 dentistas, ou seja, um para cada meio milhão de utentes.

A notícia é avançada pela edição impressa desta terça-feira do Diário de Notícias.

No entanto, o Governo socialista assumiu que a área é uma prioridade e que até ao final do ano arrancam experiências-piloto com dentistas nos cuidados de saúde primários.

A proposta da Ordem dos Médicos Dentistas já foi entregue ontem ao Ministério da Saúde.

Dos 20 médicos dentistas a trabalhar para o SNS, a maioria está na região de Lisboa e Vale do Tejo, seis no agrupamento de centros de saúde transmontano, dois na zona centro e um no Algarve.

Leia também15 alimentos que os dentistas nunca comem

O projeto-piloto está direcionado para responder às necessidades de uma população economicamente mais desfavorecida e com doenças crónicas.

A Organização Mundial de Saúde recomenda um médico dentistas para cada 2500 habitantes. Portugal mais que cumpre, mas apenas no setor privado, onde existem mais de cinco mil clínicas: um dentista para cada 1236 habitantes. O

país tem 8500 dentistas registados na Ordem e outros 1200 estão a trabalhar fora do país, sobretudo em Inglaterra (59%) e França (12%).

Leia também12 coisas que o dentista sabe sobre si

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.