O Hospital de São José, em Lisboa, vai avançar com um projeto de internamento em casa, que permitirá libertar mais camas naquela unidade de saúde, evitar infeções multi-resistentes e reduzir custos.

De acordo com a notícia avançada pelo Diário de Notícias, o hospital já teve luz verde da Administração Central do Sistema de Saúde para avançar com o projeto.

15 doenças que ainda não têm cura
15 doenças que ainda não têm cura
Ver artigo

O referido jornal acrescenta que no Garcia da Orta, em Almada, o primeiro a ter hospitalização domiciliária, o custo médio por doente nos internamentos em casa ronda os 700 euros, isto é, três vezes menos que o valor de um internamento hospitalar.

Internamentos mais curtos

Dados de 2016 mostram ainda que em casa o tempo de internamento também é menor face ao internamento hospitalar, que dura em média de oito dias.

"Temos este protejo para dar resposta a populações que eventualmente, de uma forma programada, não precisem de ser internadas e que nós podemos acompanhar em proximidade, em interligação com os cuidados de saúde primários", explica Ana Escoval, presidente do conselho de administração do São José àquele diário.

Médicos, enfermeiros, assistentes sociais, fisioterapeutas ou psicólogos vão ser alguns dos especialistas que vão integrar as equipas que vão estar disponíveis 24 horas por dia.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.