A Direção Geral da Saúde (DGS) alerta para a necessidade das pessoas que pretendam viajar para países com ocorrência de poliomielite, como é o caso Angola - que registou, nos primeiros sete meses deste ano, 17 novos casos -, se vacinarem contra a doença.

"Dado o potencial de risco de importação do vírus selvagem da poliomielite (para Portugal), relembra-se a necessidade de vacinação contra a poliomielite dos viajantes para áreas endémicas, de transmissão restabelecida ou com ocorrência registada de surtos, como agora acontece com Angola", refere a nota informativa da DGS.

"Angola esteve alguns anos sem casos de poliomielite, mas há novos registos da doença desde 2007. Isso acontece porque é difícil o controlo, é difícil vacinar toda a população e manter a vacinação em dia de todas as crianças do país", disse Ana Leça, diretora do Serviços de Prevenção e Controle de Doenças da DGS.

Em declarações à Lusa, a directora da secção nacional de imunização do Ministério da Saúde, Alda Pedro, disse que todos os casos registados até ao momento estão vinculados a Luanda, apesar de esta província ter apenas dois casos assinalados.

«Luanda está a espalhar o vírus dentro do país e a partir da Luanda Norte o vírus está a ser exportado para a República Democrática do Congo. Os casos registados no Congo estão vinculados aos do município do Chitato», explicou Alda Pedro.

Fonte: DGS e agência LUSA

2010-07-29

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.