Segundo um comunicado da PSP, o proprietário do estabelecimento também foi autuado, com 2.000 euros, por inobservância das regras de funcionamento de estabelecimentos de restauração e similares, bem como das regras de fornecimento e venda de bebidas alcoólicas.

Quanto ao cliente, foi intercetado quando se encontrava no interior das instalações sanitárias de um estabelecimento de restauração e bebidas a consumir bens alimentares e bebidas alcoólicas.

"Desta forma, foi levantado o respetivo auto de contraordenação por inobservância ao dever geral de recolhimento", refere a PSP.

O proprietário do estabelecimento também foi autuado, com 2.000 euros, por inobservância das regras de funcionamento de estabelecimentos de restauração e similares, bem como das regras de fornecimento e venda de bebidas alcoólicas.

Portugal continental entrou no dia 15 de janeiro num novo confinamento geral, devido ao agravamento da pandemia de covid-19, com os portugueses sujeitos ao dever de recolhimento domiciliário, estando ainda previsto o encerramento do comércio e restauração, com exceção dos estabelecimentos de bens e serviços essenciais.

A restauração pode, no entanto, funcionar em regime de 'take-away' ou entregas ao domicílio.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.368.493 mortos no mundo, resultantes de mais de 107,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.034 pessoas dos 781.223 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.