"Inicia-se agora um processo de recuperação de confiança das pessoas no Serviço Nacional de Saúde [SNS] e temos apelado aos pais que não descurem a vacinação dos filhos e às pessoas com doenças crónicas que não deixem de procurar os cuidados médicos de que necessitam para manter as suas patologias controladas", disse António Lacerda Sales.

O secretário de Estado enumerou várias patologias, tendo-se dirigido em particular na conferência de imprensa diária de acompanhamento da pandemia em Portugal, "aos diabéticos, hipertensos, [pessoas com] doenças respiratórias, doentes oncológicos e [pessoas com] doenças cardiovasculares".

António Lacerda Sales recordou que "os primeiros casos covid-19 em Portugal foram identificados a 02 de março", frisando que "o SNS já se vinha a preparar para a pandemia", tendo "adaptado a sua resposta às diferentes fases epidemiológicas num processo flexível, dinâmico, proporcional e transversal".

"A criação de circuitos covid e não covid dentro das unidades de saúde foi determinante", referiu o secretário de Estado da Saúde, admitindo, no entanto, que a atividade paralela foi "afetada".

"Não podemos ignorar que toda a atividade assistencial foi afetada por esta pandemia. Sem ter a situação destabilizada no âmbito da propagação do novo coronavírus, não se consegue dar uma resposta adequada às outras patologias", referiu o governante.

Portugal regista hoje 948 mortos associados à covid-19, mais 20 do que na segunda-feira, e 24.322 infetados (mais 295), indica o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Comparando com os dados de segunda-feira, em que se registavam 928 mortos, hoje constatou-se um aumento de óbitos de 2,2%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (24.322), os dados da DGS revelam que há mais 295 casos do que na segunda-feira, representando uma subida de 1,2%.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 211 mil mortos e infetou mais de três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 832 mil doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.