“O objetivo inicial era que as pessoas pudessem fazer direção espiritual, mas também partilhar a sua vivência deste tempo”, afirmou hoje à agência Lusa o padre Nelson Fernandes, realçando que a iniciativa não é restrita “aos paroquianos ou diocesanos de Évora”.

Segundo o pároco, “qualquer homem ou mulher, mesmo que não seja batizado”, pode recorrer a este serviço, disponível para “pessoas de boa vontade que precisem de uma palavra de apoio”.

A ideia partiu de Nelson Fernandes, que convidou para formarem “equipa” outros quatro padres, Alessandro Cont, João Luís Silva, Mário Tavares e Tarasse Goyvanyuk, todos da Arquidiocese de Évora.

No âmbito da iniciativa, que arrancou há pouco mais de uma semana, os cinco divulgaram nas redes sociais e na página de Internet da arquidiocese os respetivos números de telefone e fotografias e estão a fazer atendimento espiritual todos os dias, das 10:00 às 22:00.

Nelson Fernandes considerou à Lusa que este apoio está a decorrer a “bom ritmo”, com um total entre oito a 15 chamadas diárias. O pároco contou que tem recebido mesmo telefonemas de pessoas de outras zonas do país, como Lamego (Viseu), Coimbra, Lisboa ou Faro.

“São chamadas longas. Há chamadas de uma hora e de uma hora e meia, já que requerem muita concentração e muito tempo da nossa parte”, referiu, indicando que, quem liga, conta “histórias de as pedras gritarem”.

Segundo o pároco, as conversas “são totalmente sigilosas”, assim como a identidade das pessoas: “Em muitas das conversas, só pergunto o nome e o distrito e não pergunto mais nada, só se a pessoa quiser dizer algo mais”.

“Penso que as pessoas, com esta iniciativa, estão a aproveitar para ‘despejar o saco’, ou seja, aproveitam a conversa para despejar todo aquele peso que carregam, para aliviarem e para se encontrarem para elas mesmas”, sublinhou.

Muitas das pessoas que ligam, entraram em “crise de fé” e procuram nos sacerdotes “apoio espiritual” através da “indicação de um texto bíblico ou de um livro que as ajude”, argumentou ainda.

O sacerdote da Arquidiocese de Évora destacou que, entretanto, outros padres já se voluntariaram para integrar esta equipa de apoio espiritual e que, mais tarde, após esta fase experimental, o grupo será alargado.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.257 pessoas dos 740.944 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.