“De acordo com informação disponível com os cálculos feitos pelas nossas equipas, o número médio de casos resultantes de um caso infetado para o período de 21 de fevereiro até 16 de março foi de 1,81”, disse Marta Temida na conferência de imprensa que se realiza diariamente na Direção-Geral da Saúde (DGS).

Isto significa que cada pessoa infetada “contagiava em média um pouco menos de duas pessoas”, mostrando que “o surto estava a crescer, mas que estávamos com uma taxa do número de caso secundários resultantes de um caso infetado já inferior àquilo que já tivemos”, segundo a ministra.

Marta Temido ressalvou que “é evidente que todas estas estimativas estão sujeitas a um elevado grau de incerteza”, mas estes dados mostram que há “um resultado inequívoco” que todos os esforços precisam de continuar e ser no sentido de reduzir a transmissão.

Portugal regista hoje 266 mortes associadas à covid-19, mais 20 do que na sexta-feira, e 10.524 infetados (mais 638), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.