O Hospital La Paz "conquistou o primeiro transplante de intestino do mundo após uma doação em assistolia", um estado de insuficiência cardiovascular, anunciou a autoridade de saúde da região de Madrid em comunicado.

A pequena Ema "já saiu do hospital e está em perfeita saúde em casa com os pais", Ana e Daniel, especificaram as autoridades da região da capital espanhola.

A doação de órgãos em assistolia é realizada em pacientes no final da vida.

Esta técnica permite que, “após a certificação do óbito, os órgãos possam ser preservados com perfusão de sangue oxigenado através do sistema de Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO)”, explicaram as autoridades.

Mas, até agora, e apesar de 30% dos candidatos morrerem em lista de espera, nunca um intestino de uma doação em assistolia tinha sido utilizado, considerando que não seria válido dadas as características especiais deste órgão".

Várias equipas deste hospital de Madrid precisaram de três anos de investigação e testes para demonstrar a viabilidade da operação antes da sua realização.

Espanha é campeã mundial de transplantes. Em 2021, realizou 5% das doações de órgãos no mundo, enquanto representa apenas 0,6% da população mundial, segundo o Observatório Mundial de Doações e Transplantes.

Veja ainda: 10 partes do corpo sem as quais podemos viver

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.