Uma equipa de investigadores de Taiwan tratou machos de rato com ebselen, um antioxidante e anti-inflamatório, e verificou que a droga sintética evita a transmissão do vírus Zika a fêmeas através do esperma.

Destruímos as vitaminas quando cozinhamos? Regras para salvar 10 vitaminas essenciais
Destruímos as vitaminas quando cozinhamos? Regras para salvar 10 vitaminas essenciais
Ver artigo

Na ausência de medicamentos e vacinas contra a infeção por Zika, os cientistas estão a explorar oportunidades para prevenir a transmissão do vírus.

O Zika transmite-se entre pessoas sobretudo através da picada de um mosquito. Recentes estudos sugerem, no entanto, que a transmissão sexual pode acontecer mais frequentemente do que se pensava de homens para mulheres.

Zika associada à microcefalia

A infeção de mulheres com Zika foi associada à microcefalia (cabeça e cérebro mais pequenos) em fetos e recém-nascidos. Surtos da doença foram identificados na América Latina, incluindo Brasil, em África e na Ásia.

Segundo os cientistas da Academia Sinica, em Taiwan, que realizaram o novo estudo, os resultados obtidos mostram o papel potencial da droga sintética ebselen na prevenção e no tratamento da infeção por Zika nas pessoas.

No estudo, os investigadores analisaram previamente os efeitos do Zika no tecido testicular dos ratos-macho e verificaram que o vírus causa danos nas células, incluindo as do esperma, aumentando a inflamação nos testículos. Os danos foram atenuados com a administração de ebselen.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.