Em comunicado, a APA adianta que a previsão de ocorrência da massa de ar promove o acréscimo das concentrações de partículas em suspensão, promovendo uma potencial situação de fraca qualidade do ar generalizada para todo o território do continente e do arquipélago da Madeira.

De acordo com a APA, a qualidade do ar poderá ser afetada até à madrugada de sexta-feira.

“Estes poluentes têm efeitos na saúde humana, principalmente na população mais sensível, crianças e idosos, cujos cuidados de saúde devem ser redobrados durante a ocorrência destas situações, devendo ser seguidas as recomendações específicas da Direção-Geral de Saúde”, alerta a APA.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda à população que evite esforços prolongados, que limite atividade física ao ar livre, a exposição a fatores de risco, tais como o fumo do tabaco e o contacto com produtos irritantes.

Recomenda também que crianças, idosos, doentes com problemas respiratórios crónicos, principalmente asma e doentes do foro cardiovascular, permaneçam, se possível, no interior dos edifícios com as janelas fechadas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje em algumas regiões do país temperaturas máximas que podem chegar aos 27 graus Celsius e pontualmente até superiores.

De acordo com o IPMA, a subida da temperatura, em especial da máxima, que já começou na quarta-feira, deve-se a uma massa de ar mais quente que vem do sul da região de Marrocos e que vai trazer um ar mais quente e húmido.

O IPMA prevê para sexta-feira uma descida da temperatura e o regresso da chuva em todo o território.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.