O boletim diário daquela entidade acrescenta que foram diagnosticados nove casos na ilha de São Miguel, dois no Pico e um na Terceira, “resultantes de 786 análises realizadas em laboratórios de referência”.

Em São Miguel, todos os casos correspondem a transmissão comunitária, na ilha Terceira, “o novo caso positivo está por aferir” e, na ilha do Pico, “ambos os casos integram a cadeia de transmissão local pré-existente”.

Hoje, estão dois doentes internados no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, e nenhum se encontra em Unidade de Cuidados Intensivos.

Estão ativas no arquipélago seis cadeias de transmissão local primária, sendo três na Terceira, uma no Pico, uma partilhada entre o Pico e a Terceira e uma no Faial.

Até ao presente foram extintas 240.

Em vigilância ativa estão hoje 199 pessoas.

Nas últimas 24 horas foram registadas nos Açores nove recuperações, todas em São Miguel.

Quanto aos casos ativos, são 114 no total, dos quais 74 em São Miguel, 22 no Pico, 15 na Terceira e três no Faial.

Desde o início da pandemia foram diagnosticados nos Açores 8.819 casos de covid-19, tendo recuperado da doença 8.490 pessoas.

Segundo a Autoridade Regional de Saúde, faleceram 42 pessoas da doença, saíram do arquipélago 94 e 79 apresentaram prova de cura anterior.

Até ao momento, realizaram-se no arquipélago 687.244 análises para despiste do vírus SARS-CoV-2.

Desde 31 de dezembro de 2020 e até 6 de setembro corrente, foram vacinadas nos Açores 170.146 pessoas com a primeira dose (71,9%) e 177.122 com vacinação completa (74,8%), no âmbito do Plano Regional de Vacinação.

Até 06 de setembro, foram vacinadas nos Açores 170.146 pessoas com a primeira dose (71,9%) e 177.122 com vacinação completa (74,8%), no âmbito do Plano Regional de Vacinação.

A covid-19 provocou pelo menos 4.627.854 mortes em todo o mundo, entre mais de 224,56 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.866 pessoas e foram contabilizados 1.056.042 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.