A história chocante de um homem com demência abandonado do outro lado do mundo

As autoridades policiais ficaram perplexas quando encontraram um idoso com sotaque norte-americano sozinho nas ruas de Hereford. O homem não sabia quem era, nem de onde vinha, não tinha nenhum documento de identificação e vestia roupa nova. Estava num parque de estacionamento de autocarros quando foi encontrado a 7 de novembro de 2015. Foi sujeito a exames médicos que provaram que não era capaz de dizer quem era porque sofria de demência, escreve a BBC.

A agente da autoridade Sarah Bennett recebeu a missão de descobrir a identidade do homem misterioso. De início, achou que seria apenas uma formalidade. Afinal, doentes com demência perdem-se regularmente e a maioria é encontrada numa questão de horas.

Quando consultou a lista de pessoas desaparecidas na região, não havia ninguém com as descrições do homem. Por isso, expandiu a busca a todo o Reino Unido e lançou o alerta junto de polícias internacionais.

Veja aindaJá existe uma aldeia segura para doentes com Alzheimer

Leia tambémA que devo estar atento? 10 sinais de alerta da Doença de Alzheimer

Enquanto isso, os médicos e enfermeiros não desistiram de Roger Curry. Perguntaram-lhe insistentemente pelo nome até que, um dia, ele respondeu: "Roger Curry". A polícia estava ciente de que este poderia não ser seu nome - poderia ser, por exemplo, o de alguém do seu passado.

Num dia de março de 2016, uma jornalista da BBC visitou Roger no lar onde ele passou a residir. Parecia contente, embora estivesse claramente perdido no seu mundo. Amanda Bow, diretora do centro, disse à repórter que nada se sabia sobre Roger. "É uma tela em branco", comentou.

Pouco tempo depois, a BBC divulgou um apelo que conduziu a uma primeira descoberta. Em resposta, Debbie Cocker publicou no Facebook da BBC uma fotografia de um homem chamado Earl Roger Curry, numa escola de Edmonds, no Washington, em 1958. A fotografia era de um jovem de 18 anos, com a mesma idade que Roger.

A jornalista viajou para os Estados Unidos e rapidamente chegou à rua onde esse Roger tinha vivido. Mostrou uma foto atual do Roger que estava no Reino Unido a um vizinho. "Este é o Roger", disse ele, sem hesitação. "Sem dúvida". Outro vizinho confirmou.

Foi o fim de uma longa busca, mas o início de uma outra missão: descobrir como Roger tinha ido parar ao outro lado do mundo. Em julho do ano passado, Roger regressou aos Estados Unidos onde está sob o cuidado das autoridades em Los Angeles. As investigações continuam nos Estados Unidos. O filho, Kevin, e a mulher Mary Jo, nunca foram formalmente acusados pelo abandono de Roger Curry.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.