Nos dias que correm, as exigências e a agitação nem sempre nos deixam margem para nos libertarmos de stresses, de complicações e de problemas que afetam o nosso bem-estar e o nosso descanso. O que, se calhar, nem sempre lhe ocorre é que pode recorrer a um dos objetos que nunca larga, o smartphone, para conseguir alguns momentos (mais) zen. Indicamos 10 exemplos que provam que a tecnologia pode ser uma ferramenta de bem-estar interior:

1. Headspace

A já muito falada aplicação desenvolvida pelo britânico Andy Puddicombe, guru da meditação, continua a dar que falar, pois realmente ajuda a meditar e a incrementar o foco, a atenção e a criatividade, através de exercícios que passam por sessões de áudio. O especialista sugere que se comece sempre pelo «Take 10», um programa de dez minutos por dia (são dez no total), em que aprendemos noções básicas sobre meditação. O próximo passo inclui treinos que variam enter dois minutos a uma hora.

Também se pode escolher alguma atividade (como o momento da corrida, sair do escritório ou quando está a cozinhar) na qual se podeaplicar conceitos de mindfulness, a ideia de estar totalmente consciente e presente diante da tarefa que está a executar. A app, que traz vídeos e ilustrações, também fornece um serviço SOS, para aqueles momentos em que entramos em crise. É grátis nos primeiros 10 minutos de utilização.

2. Spire

Um gadget capaz de analisar a maneira como respiramos para identificar o nível de ansiedade ou nervosismo por que estamos a passar em determinado momento do dia. Desenvolvido por Neema Moraveji, diretor de um laboratório da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos da América, o gadget pode ser acoplado à roupa, para então analisar, através de sensores, a forma como respiramos, sugerindo exercícios respiratórios de acordo com a tensão acumulada no corpo.

Se, em meia hora, não houver uma respiração profunda, o dispositivo alerta que precisa de um tempo para relaxar. Também é possível descobrir o nível de distração e ansiedade durante o trabalho. O Spire tem o objetivo de avaliar e acompanhar a saúde dos usuários 24 horas por dia, fornecendo o feedback do que está a acontecer em tempo real.

3. Meditation Made Simple

O empresário do hip-hop, Russell Simmons, depois de há dois anos ter lançado o livro «Success Through Stillness», «Sucesso Através da Imobilidade» em tradução livre, estreia-se no online com a app Meditation Made Simple. «Tantas pessoas que me abordaram na rua para dizer que a meditação mudou as suas vidas. Ajudou-os a perder peso, a controlar as emoções e a concentração», revelou ao jornal online The Huffington Post.

Fiel ao seu nome, a app facilita o processo de aprendizagem em meditação integrando-a no dia a dia. Desenhada pelo próprio Russel Simmons para nos colocar «no caminho da felicidade», como refere, a app, que é gratuita, inclui uma descrição dos benefícios da meditação, como meditar e 10 a 20 minutos de exercícios guiados de meditação.

Veja na página seguinte: Outras aplicações móveis a instalar no seu aparelho

4. Thync

Um equipamento que se coloca na testa e emite impulsos eléctricos, se bem que numa corrente bem fraca. O Thync foi elaborado por uma equipa de engenheiros e cientistas especializados em medicina biométrica e neurociência e, ao que parece, o resultado faz-nos sentir mais calmos ou mais energéticos. E só precisamos de cinco minutos para chegar a um destes dois estados.

A sua app, de acordo com o co-fundador da empresa, Isy Goldwasser, garante alguma possibilidade de escolha e a opção entre três níveis de intensidade de corrente. Estes impulsos passam pelos nervos do nosso cérebro, mudando-lhe a actividade química, o que pode ocasionar relaxamento ou, o oposto, um estado mais alerta.

5. Buddhify

Buddhify é uma aplicação que permite ao utilizador limpar a mente de más energias, ajudando-o a reduzir o stresse e a dormir melhor. Começa por perguntar o que estamos a fazer para depois adaptar as faixas áudio sugeridas à atividade que está a levar a cabo no momento. O utilizador pode escolher entre um conjunto de 15 respostas, entre elas «Em casa», «Pausa no trabalho», «A caminhar na cidade» ou «Em viagem» mas, também, entre estados de espírito como stresse, dor ou insónia.

A aplicação tem mais de 80 exercícios de áudio, com períodos que variam entre os cinco e os 30 minutos, mas o utilizador pode escolher a opção temporizador e escolher durante quanto tempo quer meditar, num total de onze horas de meditação personalizada. No que se refere a preços, custa 4,99 € para iOS e 2,99 € para Android.

6. Muse

InteraXon é uma empresa que reúne designers, engenheiros e neurocientistas para criar tecnologia que interaja com nosso cérebro. Há mais de uma década que investem no desenvolvimento de gadgets e o Muse é a sua obra-prima. Com a aparência de uma bandoleta de cabelo, permite controlar outros gadgets só com o pensamento.

O Muse tem sensores na parte frontal e nas extremidades que ficam atrás das orelhas, responsáveis por captar as ondas cerebrais e gerar dados para um smartphone ou tablet. Dessa forma, o usuário pode jogar, mexer em aplicações e até aumentar a capacidade de memória e concentração, utilizando a app criada pela InteraXon e que acompanha o dispositivo.

7. Checky

Já é possível ficar com uma ideia de quanto tempo passa (ou gasta) com o seu smartphone ou tablet. Com a app Checky, fica a saber quanto tempo esteve ligado ao smartphone e pode quantificar o quão viciado está no seu sistema operativo. A aplicação é bem simples. Apenas regista os acessos ao smartphone no final do dia e informa quantas vezes olhámos para o seu écrã.

Criada pela equipa que também lançou a app Calm, o objetivo é fazer perceber se está a recorrer em excesso ao seu smartphone. O descarregamento desta aplicação móvel, muito procurada e utilizada em vários países, é grátis.

Veja na página seguinte: 3 apps originais e (muito) relaxantes

8. SmartMat

SmartMat é o primeiro tapete para praticar ioga que guia o praticante através da voz. Assim que se pisa o tapete, ouvem-se instruções num tablet sobre qual a postura a ser realizada naquele dia e o passo a passo para a concretizar, tornando o SmartMat um tapete inteligente.

É cool, porque reforça a união entre a tecnologia e as atividades físicas, e faz com que as pessoas fiquem menos dependentes de instrutores na hora para a prática. É a ampliação do conceito de smart, fazendo com que a inovação tecnológica possa trazer benefícios nos mais diversos aspetos. Esta app tem um custo de 266 €.

9. Lumosity

Lumosity é uma das apps mais populares de iPhone e disponibiliza atividades diárias para que coloque o seu cérebro aa funcionar. Desenvolvida por neurocientistas, a app ajuda a aprimorar as diversas funções do cérebro, incluindo a memória e a atenção. Acredite, utilizar esta app será como ir para o ginásio todos os dias. Torna-se um hábito que dificilmente largará. Prepare-se para a sua rotina de treinos mentais. Os jogos mais básicos são grátis.

10. Melomind

Melomind é um headset capaz de ler o estado mental do usuário e tocar músicas para relaxar. O gadget parece-se com um capacete e usa vários pontos de contacto para medir a atividade elétrica do cérebro. Envia dados para uma aplicação móvel, que, por sua vez, toca músicas calmas, mais apropriadas.

Cada sessão dura entre três a cinco minutos e o nível de sucesso fica registado na app para que o utilizador o possa rever. O objetivo é que com a prática frequente quem usa o Melomind seja capaz de controlar os seus níveis de stresse.

Texto: Joana Brito

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.