Para não ficar doente nos meses de maior frio, além de se agasalhar e de descansar bem para reforçar o seu sistema imunitário, deve respirar pelo nariz e não pela boca. As narinas têm a função de filtrar e aquecer o ar, ajudando a prevenir as infeções respiratórias. Alimentar-se bem é outra das regras a adotar. A ingestão de infusões, de chás, de sopas e de alimentos ricos em vitamina C também deve ser reforçada durante este período.

Mas sabia que o seu cérebro também desempenha um papel essencial no processo preventivo? A forma como encaramos o nosso quotidiano também se reflete na forma como reagimos perante as ameaças à nossa saúde. Teresa Marta, mestre em psicoterapia e coach para a coragem, aconselha a adotar cinco comportamentos emocionais que melhoram a sua saúde nesta e noutras épocas do ano. Do que está à espera?

1. Pense (mais) em si

Tome decisões em função do seu bem-estar e da sua felicidade, em detrimento daquilo que acha que os outros irão apreciar e diga não as vezes que forem necessárias. Sem medos! Se se deixar condicionar pelas opiniões alheias, acabará por se revoltar por ter tomado uma determinada decisão em função dos outros e não das suas ideias e esse estado de infelicidade e de stresse acabará por gerar angústia e nervosismo, fragilizando-o.

2.  Amplie o seu mundo

Não tenha receio de se aventurar para fora de pé, como sugerem inúmeros especialistas, ainda que em sentido figurado, por mais difícil que tal se afigure. Conheça novas pessoas e outras realidades. Se for caso disso, mude a sua rotina, as pessoas habituais e os locais de sempre. Não tenha medo de sair da sua zona de conforto. Uma mente mais forte é também uma mente mais combativa e a positividade afasta as doenças.

3. Não exija de mais de si mesmo

Nos dias de hoje, somos constantemente postos à prova. Ambicionamos a perfeição e não toleramos desistências nem fracassos, o que nos gera ansiedade e stresse, dois dos maiores fatores de perturbação de bem-estar e equilíbrio dos tempos que correm. Liberte-se dos sentimentos de autoavaliação e de perfecionismo. Sem essas amarras, a sua vida tenderá a ser mais fácil e também, pela mesma lógica, mais saudável.

4. Deixe os acontecimentos negativos fluírem

Depois de uma fase má, virá seguramente uma melhor. Não panique! Tente perceber o que vieram ensinar-lhe. A seguir, liberte-os. Como certamente saberá, a vida é feita de ciclos e, por norma, depois de um período mais negativo, mais dia menos dia, acabarão por vir dias melhores. Em vez de se deixar arrastar pelas ondas de negativismo que prejudicam a sua saúde, física e mental, pense de forma positiva e enfrente os problemas.

5. Assuma um ar menos sério perante a vida

Brincar com as adversidades é muito importante para a nossa cura emocional e, logo, o melhor remédio para a nossa saúde, o nosso bem-estar e a nossa felicidade. Nas fases menos favoráveis, assuma um ar menos sério perante a vida. Aprenda a tirar partido das pequenas coisas, valorizando pormenores que, muitas vezes, só aprecia verdadeiramente quando deixa de os ter. Uma mente mais feliz é também um espírito mais saudável.

Texto: Vanda Oliveira e Luis Batista Gonçalves com Teresa Marta (mestre em psicoterapia e coach para a coragem)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.