Na sociedade ocidental e nos dias que correm, tempo é porventura o bem mais escasso. Como tal, é tão importante haver momentos de paragem, os sentidos acalmam, e escutamos o nosso corpo. A Cerimónia do Chá é um desses momentos na cultura tradicional japonesa, que simboliza a entrada num tempo de silêncio, paz, harmonia, equilíbrio, ritual.

A 10 e 13 de junho, a plantação Chá Camélia, localizada em Fornelo (Vila do Conde) e única na Europa continental, organiza duas visitas à propriedade com Cerimónia do Chá conduzida por Erika Kobayashi, estudiosa desta cerimónia desde 2011 e aluna da tradição Ueda Soko Ryu, no Japão. Erika colabora com a Chá Camélia na colheita, nos workshops e nas Cerimónias do Chá, que já realizou nos anos anteriores. Nestes dois dias em junho, haverá ainda a degustação de dois chás ao ar livre. A cerimónia será realizada num ambiente íntimo na natureza, decorrendo em silêncio.

Workshop de cultura japonesa e visita à única plantação de chá na Europa continental são o convite da Chá Camélia
créditos: Chá Camélia

Esta cerimónia japonesa baseia-se nos seguintes princípios: Wa (harmonia), Kei (respeito), Sei (pureza), Jaku (tranquilidade). Por isso, quando chegam, os participantes passam um portão japonês com o intuito de deixar para trás as preocupações do dia a dia. Depois, seguem o caminho até à casa de chá, uma casa simples em madeira. Antes de entrar, lavam as mãos e a boca num poço, como forma de se purificarem. A entrada da casa de chá é baixa, para que todos os participantes entrem de joelhos. Assim como os Samurais tinham de deixar a sua espada do lado de fora, ao entrarem de joelhos, todas as pessoas assumem a mesma importância. Os sapatos ficam à entrada da casa e uma vez dentro desta, os participantes sentam-se no chão à espera do mestre de chá. Dentro, há sempre uma Tokonoma (um recanto) com uma caligrafia e uma flor da estação do ano. A cerimónia do chá ocorre em silêncio.

“Estamos muito entusiasmados por celebrar a nova colheita com uma Cerimónia do Chá, e de levar este ritual e esta aprendizagem a mais pessoas, permitindo-lhes saber mais sobre esta bebida”, afirma Nina Gruntkowski, fundadora da Chá Camélia.

Workshop de cultura japonesa e visita à única plantação de chá na Europa continental são o convite da Chá Camélia
créditos: Chá Camélia

A capacidade máxima é de 12 participantes e o valor do workshop é de 30 euros por pessoa. As inscrições fazem-se no e-mail info@chacamelia.com

Em 2011, Nina e Dirk tiveram a ideia de plantar chá em Portugal ainda no jardim de sua casa, no Porto. Aí, os primeiros 200 pés de Camellia sinensis, a planta do chá, foram plantados e cuidados com dedicação.

Três anos volvidos, em 2014, os pés da planta de chá foram mudados para o terreno de Fornelo (freguesia de Vila do Conde). Nascia a plantação de Chá Camélia, única na Europa continental (nos Açores, na Ilha de São Miguel, encontramos a plantação de chá Gorreana, de escala industrial).

Em 2019, surgia a primeira produção de chá verde na Chá Camélia. Doze quilos de chá seco a partir de quase 60 quilos de folhas frescas – tudo feito à mão, artesanalmente.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.