Partilhar quase um metro de pizza

Telepizza

A mais recente novidade da Telepizza foi feita a pensar em grupos. A pizza Limusina é uma edição especial que vai estar disponível até 22 de agosto e foi pensada para ser partilhada entre seis convivas pelo valor de 6€ por pessoa (36€). A Limusina correspondente a aproximadamente quatro pizzas de tamanho médio.

Esta é também uma forma de aproveitar os vários sabores e possibilidades de combinações da Telepizza, podendo encomendar esta novidade com dois sabores diferentes. É ainda possível escolher entre uma das receitas já existentes ou fazer uma combinação de ingredientes a gosto.

Transportar quase um metro de pizza pode revelar-se um desafio, mas a Limusine vem numa caixa desdobrável, sendo transportada em duas partes, de modo a facilitar a entrega.

Ainda no campo das pizzas, ananás sem vergonha para todos

Domino's

O mundo divide-se em duas partes: os que adoram ananás na pizza e os que odeiam. Mas será que são assim tantas as pessoas que não gostam deste ingrediente? Ou, pelo contrário, será que este é um dos mais apreciados e menos assumidos no momento desta discussão? De acordo com um comunicado da Domino’s, o ananás é o ingrediente extra mais pedido nas suas pizzas.

Com o intuito de demonstrar apoio aos que não pedem pizza com ananás por vergonha, a Domino’s lançou uma campanha em loja física, website e redes sociais, que tem como mote “perde a vergonha e assume que gostas”. O público vai ver ananás em todo lado, até nas pizzas que não têm ananás, mesmo que simbolicamente. O objetivo é que os amantes de ananás na pizza percam a vergonha e assumam, sem medos, que gostam desta combinação.

Assim, há uma nova gama composta por quatro variedades, onde este ingrediente não falta: a pizza Sacana (molho Domino´s, queijo mozzarella, fiambre, pimentos Jalapenhos, bacon, ananás, molho piri-piri extra picante), a pizza Yolo (molho de natas, queijo mozzarella, pepperoni, ananás, queijo tipo feta), a pizza Ananás Crispy (molho Domino's, queijo mozzarella, ananás, buffalo chicken, cebola crispy) e a pizza MOCHE (molho Domino's, queijo mozzarella, fiambre, ananás), que resulta de uma parceria entre a Domino’s Portugal e a MOCHE, duas marcas que partilham da mesma vontade de arriscar e de desafiar os consumidores a “não ficarem a ver e a fazerem parte”. A MOCHE passa agora a dar o nome à pizza Hawaiana, para que todos assumam sem vergonha que fazem parte deste movimento.

As pizzas médias têm o valor de 7,50€.

Experimentar os novos pratos no XXL, uma das mais recentes apostas de Olivier

Bife tártaro e um arroz de tamboril a chamar por picante: XXL de Olivier tem novidades na carta
créditos: SALVADOR COLACO

A carta do XXL vestiu-se a rigor para o verão, com novas sugestões de pratos leves e frescos, que combinam com os dias mais quentes. O XXL, antes XL, mantém os ícones da carta e reforça agora com algumas novidades.

A abertura mais fresca faz-se agora com o gaspacho, a típica sopa fria de tomate onde os croutons, o ovo ralado e os legumes são companhia que não se dispensa. Nas entradas, há croquete de espinafres com molho parmesão e manjericão, vitello tonnato – em que o molho tonnato abrilhanta o rosbife com alcaparras e rúcula, e um tradicional pica-pau de lombo.

Os apaixonados pela cozinha portuguesa mais tradicional podem escolher os filetes de peixe galo servidos com a nova salada Olivier – uma salada russa com o twist, com o arroz de tamboril com camarão e coentros, ou ainda o bife tártaro.

Para encerrar com a nota da transição do ilustre XL para o seu sucessor XXL, a carta dos soufflés conta com uma variante by Olivier, o soufflé doce de leite.

A caminho do seu primeiro ano de vida, o XXL segue a estratégia de lançamento de novos pratos, consolidada na dinâmica de entradas e saídas constantes, numa carta que Olivier da Costa define como “de abraço de mãe”. E quem visita os restaurantes de Olivier sabe que as doses são generosas e facilmente partilháveis.

Há novos petiscos para partilhar no Tapisco, de Henrique Sá Pessoa

Tapisco
créditos: Divulgação

Aberto desde 2017, o Tapisco (um trocadilho para tapas e petisco), tem agora novidades, que não se ficam apenas por novos pratos na carta. O chef Henrique Sá Pessoa tem agora o sous chef João Gama à frente do restaurante.

Nunca descurando o conceito original do Tapisco, que junta as tapas espanholas aos petiscos portugueses num ambiente descontraído e que convida à partilha, as novidades que entram no menu vão buscar inspiração a Portugal. A única exceção são as novas propostas de couvert, que misturam influências de ambos os países, o pão com azeite do Chef (2 €), as azeitonas marinadas (2 €) e o dip de anchovas (6 €), que vem juntar-se ao clássico pan con tomate.

Começando pelos “Tapiscos”, são duas as entradas na carta: o peixe marinado com lima, algas e batata-doce de Aljezur (22 €) um prato fresco e cítrico que é um cruzamento entre o tradicional peixe alimado e o ceviche, e os peixinhos da horta com molho tártaro (6 €), com uma fritura leve que os torna particularmente crocantes.

O desfile de sabores portugueses continua com a versão de Henrique Sá Pessoa da sopa de tomate, aqui acompanhada com ovo escalfado e croutons (6 €) e com a reinterpretação do bacalhau à Gomes de Sá (21 €), mais leve do que o habitual e servido com ovos de codorniz e uma espuma feita a partir das aparas do bacalhau infusionadas em leite e clorofila de salsa. Por fim, uma boa-nova para os vegetarianos, com a introdução do cremoso arroz de cogumelos e queijo da Ilha (17 €).

Além das novidades, são muitos os clássicos da carta do Tapisco prontos a serem (re)descobertos, como é o caso da la bomba de Lisboa (12 €), da esqueixada de bacalao (16 €), do choco frito com maionese de coentros e lima (21 €) do carabineiro grelhado com alioli (48 €) a paella negra com sépia y alioli (35 €) ou do arroz de polvo com tomate e coentros (25 €).

Como não se come sem o acompanhamento de uma bebida, o Tapisco continua a dar protagonismo aos vermutes (brancos e rojos), que são as estrelas da casa e podem ser consumidos simples ou através dos vários cocktails de autor, servidos com destilados e ingredientes frescos. Para quem prefere vinho, existem também inúmeras referências de Portugal e Espanha, disponíveis a copo, numa carta de brancos, tintos, rosé, espumantes e cavas.

Aberto todos os dias da semana, o Tapisco encontra-se na Rua D. Pedro V, no coração do Príncipe Real.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.