Segundo Goretti Silva, gerente da empresa "Na Rota do Chocolate", a reconversão da antiga fábrica de chocolates, em curso, permitirá a abertura do hotel temático de quatro estrelas a 1 de abril de 2014, precisamente dia em que aquela unidade completaria cem anos.

“É uma data emblemática que pretendemos assinalar com a abertura do hotel”, apontou.

O novo hotel "Fábrica do Chocolate" representa um investimento de 3,4 milhões de euros, dos quais 2,2 milhões de euros serão comparticipados por fundos comunitários, através de uma candidatura que os promotores apresentaram ao Instituto do Turismo.

“Em Portugal é um conceito inovador e mesmo em termos internacionais não há muitos hotéis deste género a funcionarem no espaço de uma antiga fábrica também de chocolate. Aqui estamos a falar de um exemplo de arqueologia industrial”, explicou Goretti Silva.

Além do alojamento, com 18 quartos, o empreendimento terá ainda uma área de restauração com capacidade para 50 pessoas e um centro interpretativo, claro está, dedicado ao chocolate e que até incluirá alguma maquinaria que restou da antiga fábrica.

Uma loja gourmet ou tratamentos de chocoterapia com cacau e chocolate, serão outros serviços a disponibilizar.

O espaço que albergou a produção de chocolate durante mais de 90 anos, em pleno centro da cidade de Viana do Castelo, ficou entretanto devoluto e acaba de ser demolido, à exceção da fachada do edifício principal, classificada, datada do início do século XX.

O "Imperador", um bombom feito com uma amêndoa torrada nacional e chocolate de leite, é ainda hoje a grande imagem de marca da "Avianense" e também terá lugar especial no novo hotel.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.