“Com um número cada vez menor de clientes na restauração e no comércio do centro da cidade, a direção do Time Out Market Lisboa considera que esta é a atitude mais responsável e solidária a ter para com os colaboradores e parceiros do mercado”, lemos em nota informativa.

“A nossa missão passa por mostrar o melhor de Lisboa e vamos continuar a fazê-lo sempre que houver condições para isso. Manter aberto um espaço que concorre diretamente com os melhores negócios da cidade não faz sentido. Iremos continuar a promover o trabalho de todos os nossos lojistas, nas suas localizações originais e tentaremos ajudar a cidade a superar este momento difícil, na medida e com os recursos que temos”, assume João Cepeda, Presidente do Time Out Market.

Na sequência desta decisão, a direção do Time Out Market Lisboa comunicou a todos os seus lojistas que os respetivos contratos ficarão suspensos durante o período de encerramento temporário, tal como aconteceu no período de março a julho.

Esta situação não trará qualquer custo para os lojistas e é uma medida que João Cepeda gostaria que os restantes senhorios da cidade pudessem aderir: “mais uma vez apelamos a que os senhorios possam suspender as rendas dos seus espaços comerciais. É a única forma para que a cidade possa renascer de forma dinâmica, assim que as condições de saúde pública o permitam”, conclui o responsável máximo do Time Out Market.

O Time Out Market é um conceito criado de raiz pela equipa da revista Time Out Portugal em 2014. Conta com 25 restaurantes, sete bares, seis bancas, um quiosque, duas lojas, um espaço de cowork, uma academia de cozinha e uma sala de espetáculos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.