Nos produtos agroalimentares estamos habituados a encontrá-los em espaços próprios em função dos seus preços. No caso dos vinhos não é bem assim. Quando vamos a uma loja da especialidade ou, no dia a dia a um supermercado, vemo-los coabitar baratos e outros caros, ou mesmo muito caros. O mesmo sucede quando “percorremos” a carta de vinhos de um restaurante. O que leva a que alguns vinhos custem alguns euros, enquanto outros podem chegar a custar centenas, ou mesmo, muitas centenas de euros?

"Quanto vale um vinho?" é o tema escolhido pelos sommeliers André Figuinha e Rodolfo Tristão, para a próxima edição dos encontros online gratuitos “Sommeliers Storytellers”, desta feita agendado para 1 de março, às 21h30. A dupla de sommeliers convida Carlos Cunha, consultor na área do enoturismo e Hugo Mendes, enólogo.

Em direto, nas redes sociais do projeto, os quatro participantes na sessão vão encontrar respostas para uma pergunta que não é simples. O preço de um vinho não se resume simplesmente aos custos de produção acrescidos da margem de distribuição. Há muitas variáveis que podem influenciar o preço de venda de um vinho. O interesse pelo vinho aumentou, o setor regista uma mudança radical e tem-se verificado um aumento nos preços.

Um dos objetivos desta nova edição do Storytellers é a conquista dos amantes do vinho, expondo a sua cultura de uma forma sucinta, simples e descontraída, mostrando temas interessantes com ligação à cultura, música, gastronomia e lifestyle. Se quisermos, e por outras palavras, ser uma alavanca para potenciar a divulgação e ajuda ao setor chegando ao maior conhecedor ou a quem está a iniciar.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.