Concorreram mais de 10.000 empregados de bar dos quatro cantos do globo mas só quatro chegaram à final da edição de 2018 do World Class, o concurso mundial de bartenders promovido pela Diageo, uma das maiores empresas internacionais de comercialização de bebidas espirituosas, que decorreu nos últimos dias em Berlim, na Alemanha. Os representantes dos EUA, da Austrália, da Grã-Bretanha e da Turquia lutavam pelo título de melhor do mundo. No final, ganhou... um italiano!

Orlando Marzo, natural de uma pequena localidade nos arredores de Lecce, na região de Apúlia, empregado de bar do reputado restaurante Lûmé, em Melbourne, na Austrália, venceu dois dos troféus secundários e ainda levou para casa o prémio mais ambicionado. "Ainda não estou em mim. Ainda estou em choque", admitiu, em declarações exclusivas ao Modern Life/SAPO Lifestyle, ao El Mundo e ao El Pais, momentos após o anúncio do vencedor.

"Estou muito contente, como é óbvio, mas, mais do que ser o melhor, para mim é mais importante ser o bartender preferido das pessoas. Eu valorizo muito a simpatia e a hospitalidade, a forma como servimos as pessoas", assegura Orlando Marzo, que garante que não estava à espera da vitória. "Só o facto de estar aqui, a competir ao lado dos melhores empregados de bar do mundo e a ser julgado por algumas das personalidades mais reputadas do meio, era uma ocasião única", afirma o italiano.

Portugal fez-se representar por Nelson de Matos, vencedor nacional do World Class Iberia 2018, que se realizou em maio em Madrid. O head of bartender do bar Gusto by Heinz Beck do hotel Conrad Algarve, em Almancil, não conseguiu no entanto passar da primeira fase da competição, ficando fora do top 20 global.

Portugal fora da final do World Class 2018. Vencedor é conhecido esta noite em Berlim
Portugal fora da final do World Class 2018. Vencedor é conhecido esta noite em Berlim
Ver artigo

"Acho que representei bem o meu país", admitiu, pouco depois de saber o resultado, em declarações exclusivas ao Modern Life/SAPO Lifestyle. Laura Newman dos EUA, Daniel Warren da Grã-Bretanha e Gökhan Kusoglu da Turquia, um do mais ovacionados na final, foram os grandes derrotados da noite.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.