Mafalda Agante é jornalista de formação, é também uma doceira de mão cheia, uma bloguer no site “Há Alguém Mais Gulosa do que Eu?”, tem loja aberta com o mesmo nome no centro histórico da cidade de Coimbra e há um par de anos lançou-se como autora de livros.

Em maio de 2018, Mafalda Agante regressou aos escaparates para formular em segundo volume a pergunta que todos já conhecemos: “Há Alguém Mais Gulosa do que Eu?” (edição Oficina dos Livros). A conimbricense retorna aos leitores com mais uma mão cheia de apetitosas propostas doces e “perfeitas para todas as ocasiões do dia”, sublinha, acrescentando, “tal como no anterior livro, mantenho o cuidado nas matérias-primas que escolho e que utilizo nas minhas confeções”.

Por que razão não resistimos aos doces da Mafalda Agante?
Por que razão não resistimos aos doces da Mafalda Agante?
Ver artigo

Face ao primeiro livro, esclarece-nos a doceira: “O livro anterior tinha só receitas de bolos e não estava muito focado nas opções sem glúten ou sem açúcar refinado, ou mesmo vegan, como está o presente título. Nele alargo o âmbito, desde as receitas de pequeno-almoço saudáveis, às que se fazem em três minutos, as que são para devorar sem sentimentos de culpa, as que são para gulosos que se prezam e, naturalmente, as tradicionais, para quem não está tão preocupado com as calorias”.

“Há alguém mais gulosa do que eu?” chega ao Porto e os Armazéns Marques Soares ficam mais doces

Há uma questão transversal a todo o trabalho desta comunicadora, “não uso corantes ou conservantes nas receitas do livro, na loja em Coimbra “Há Alguém Mais Gulosa do Que Eu?”, ou em qualquer confeção minha. Em toda a produção uso, por exemplo, apenas ovos biológicos. Faço todos os bolos como se fosse para mim. Aliás, como os meus bolos todos os dias”.

Mafalda não esquece as receitas para “celebrar o melhor da vida, como os bolos para aniversário, batizados, casamentos. Basta ajustar as quantidades dos ingredientes ao número de comensais”, refere ao SAPO Lifestyle.

Há quem esteja horas a fotografar um bolo. Gosto que um bolo meu seja apelativo esteticamente, mas acima de tudo saboroso.

Um livro que não omite os doces para devorar sem demoras, para aqueles dias em que precisamos de uma gulodice pronta em poucos minutos. “São bolos de caneca, nada sensaborões. São os melhores bolos de caneca de sempre. Vai encontrar muitas opções, com frutas, com cremes e `superdeliciosos`. São, no fundo, bolos em formato mini. Alguns amigos dizem-me ser ´o perigo`, ou seja, já não há desculpa para fazer um doce”.

“Há Alguém Mais Gulosa do que Eu?” volta aos livros e traz-nos “pecados sem remorsos”

Mafalda também nos presenteia com lanches para qualquer guloso que se preze; junta-lhes receitas tradicionais ou de inspiração conventual; receitas para os dias quentes ou para os dias em que só estamos bem acompanhados com uma chávena de chá a fumegar entre as mãos.

Ainda a propósito da doçaria conventual, diz-nos a bloguer: “Não concordo com alteração das receitas conventuais, nem com o que está a acontecer em alguns locais, onde se criam doces, dizendo que são conventuais, quando não o são. Um doce, só porque tem gemas, açúcar e amêndoa não se torna conventual. Para o ser, teve de nascer no seio de uma daquelas casas. Assim como não é licito fazer a alteração de uma receita antiga. É um atentado ao nosso património”.

“Neste livro tenho alguns doces conventuais, mas apenas lhe reduzi um pouco o açúcar. E julgo que esse será o futuro”.

Clicando na imagem saberá como produzir este Bolo de cenoura com cobertura de queijo creme da autoria de Mafalda Agante.

Bolo de cenoura com cobertura de queijo creme
Bolo de cenoura com cobertura de queijo creme créditos: AA

No que toca ao açúcar, conta-nos Mafalda Agante que “na comunicação que tenho feito em torno deste livro, procuro explicar às pessoas que o açúcar mais perigoso é o que está disfarçado em produtos que as pessoas compram em supermercados, nos cereais, nos iogurtes, alguns com 20 g de açúcar. Depois dizem, ´não quero este bolo porque tem açúcar´, mas vão beber um refrigerante que pode ter 40 g de açúcar. Em casa, por seu turno, podemos controlar a quantidade de açúcar que introduzimos num bolo”.

Clicando na imagem saberá como produzir esta Tarte de requeijão da autoria de Mafalda Agante.

Tarte de requeijão

Um volume que inclui as receitas dos doces mais vendidos na loja “Há alguém mais gulosa do que eu?” e as receitas divulgadas na rubrica semanal na RFM.

O livro chega aos escaparates com o preço de 16,90 euros (a edição ebook orça os 11,99 euros).

Os doces da Mafalda Agante estão também no SAPO Lifestyle.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.