Num fim de semana que convida a umas miniférias, aproveitando a proximidade do feriado de 5 de outubro, serão perto de 30 os chefes de cozinha que irão cozinhar num amplo recinto natural ao ar livre. “O Arrebita Idanha Bio pretende afirmar-se como um evento de culto no país depois de, em 2020, ter sido distinguido com o Grande Prémio da Academia Portuguesa de Gastronomia”, indica a entidade organizadora a Amuse Bouche, em parceria com o município de Idanha-a-Nova.

À semelhança do que tem acontecido em todos os eventos Arrebita Portugal, estarão presentes alguns dos mais consagrados protagonistas da gastronomia nacional, mas também talentos emergentes e locais. O cartaz conta com nomes como Ricardo Costa (The Yeatman, V. N. Gaia, duas estrelas Michelin), Vincent Farges (Epur, Lisboa, uma estrela Michelin), Angélica Salvador (InDiferente, Porto) e Tiago Bonito (Largo do Paço, Amarante, uma estrela Michelin).

Em outubro regressa o Arrebita Idanha Bio, o festival de gastronomia mais verde do país
créditos: Gonçalo Villaverde

Diogo Amorim (Gleba, Lisboa), Pedro Braga (Mito, Porto), Marcella Ghirelli (Comida Independente, Lisboa), Francesco Ogliari e Marisa Tiago (Tua Madre, Évora), Natalie Castro e Joana Costa (Isco, Lisboa), Maria de Sousa (Casa da Velha Fonte na Casa da Amoreira, Idanha-a-Velha), Luís Gaspar (Sala de Corte, Lisboa), Hugo Brito (Boi-Cavalo, Lisboa) e Joaquim Saragga Leal (Taberna Sal Grosso, Lisboa), são outros dos nomes que também marcarão presença.

Em outubro regressa o Arrebita Idanha Bio, o festival de gastronomia mais verde do país
créditos: Gonçalo Villaverde

No dia 2 de outubro, sábado, é nas ruas e ruínas de Idanha-a-Velha, uma das 12 Aldeias Históricas de Portugal, que decorre toda a ação, incluindo um inédito Mercado de Produtores.  No dia seguinte é a vez de Penha Garcia acolher os visitantes com os seus milenares moinhos de rodízio, onde os chefes irão cozinhar pratos inspirados nas tradições da região.

Com entrada gratuita e pratos com preço fixo de 6 euros, o festival decorre entre as 12h00 e as 21h00 no sábado (Idanha-a-Velha) e entre as 12h00 e as 18h00 no domingo (Penha Garcia).

Para que não perca pitada da cozinha que os chefes levam ao Arrebita Idanha Bio, fica abaixo a lista completa de participações e dos pratos à prova:

Idanha-a-Velha, 2 de outubro

Marcella Ghirelli (Comida Independente, Lisboa) - Sandes de almôndegas de coelho em pão de batata/ Sandes de focaccia, beringela assada e queijo de cabra da Beira Baixa.

Rodolfo Lavrador (Ofício, Lisboa/ Sangue na Guelra) - Tosta sourdough frita e embebida em caldo de cozido com doce de framboesa, couve portuguesa grelhada, presa porco preto grelhada, toucinho laminado e emulsão de hortelã e coentros.

Carolina Pereira (Pasteleira, ex-Loco) – Marmelos e Cardamomo.

João Pupo Lameiras (Bacalhau, Porto) - Cevadinha de abóbora com bochecha e rabo de boi e vinagre de framboesa (disponível versão vegetariana).

Pedro Braga (Mito, Porto) - Flatbread de centeio, labneh, pimento fumado fermentado, cabrito assado, tabbouleh.

Francesco Ogliari e Marisa Tiago (Tua Madre, Évora) - Durum Kebab de javali.

Lara Espírito Santo + George Mcleod (Sem, Lisboa) - Espetada de borrego, batatas bêbadas e salada selvagem.

Rui Barata e Bruno Rodrigues (BRB Monsanto) - Sandes em bolo do caco de porco bísaro bio na panela de ferro com piso raiano de queijo de cabra.

Pedro Oliveira - Porco braseado em soja com daikon e cebola crocante (disponível versão vegetariana).

Maria de Sousa (Casa da Velha Fonte na Casa da Amoreira, Idanha-a-Velha) - Sopa de nabo romano e pão romano.

Luís Gaspar (Sala de Corte, Lisboa) - Tarte tatin de maçã da Beira Baixa e mouse de queijo amarelo DOP da Beira Baixa.

Artur Gomes - Cherovia, queijo da serra, cogumelos e avelãs.

Daniel Rente (Sushi Café Avenida) - Tártaro de cavala com vinagrete de cebolo/Agedashi de tofu.

Filipe Rebocho (Híbrido, Évora) - Hot Cow - Salsicha de vaca picante, beterraba fermentada, maionese de boletos.

Catarina Race (’83, Chaves) - Taco de Franganito Pibil.

Mário Rolando (Padeiro) – Pão de fermentação natural.

Penha Garcia, 3 de outubro

Ricardo Costa (The Yeatman, V.N. Gaia, duas estrelas Michelin) – Caça & Cogumelos (cevadinha. Tomilho e azeite de trufa)/Sanduíche de porco bísaro, kimchi e coentros.

Pedro Almeida (Midori, Sinta, uma estrela Michelin) - Bao de bochecha de porco com hoisin, tomate assado e pickle de cebola roxa.

Vincent Farges (Epur, Lisboa, uma estrela Michelin) – “A Matança” por Vincent Farges (couve, cabeça de porco, chispe, orelhas, enchidos e papada com azeite bio).

Hugo Brito (Boi-Cavalo, Lisboa) e Joaquim Saragga Leal (Taberna santo Humberto, Évora) - Sandes de barriga de porco fumada, salada de couve, maionese de lagostim.

Tiago Bonito (Largo do Paço, Amarante, uma estrela Michelin) e Angélica Salvador (InDiferente, Porto) - Moqueca de camarão, batata doce assada, gengibre e coentros/Caldo de Mocotó.

Sr. Domingos (Guardião dos moinhos de Penha Garcia) – Sopa de grão tradicional em pote de ferro.

Miguel Peres (Pigmeu, Lisboa) - Javali e chicharos do Monte Silveira.

Renato Cunha (Ferrugem, V.N. Famalicão) - Feijoada de feijoca branca. tomate coração de boi e cogumelos.

Raquel Ramos (Geocakes) - Tigelada de Idanha, espuma de abóbora confitada e telha de amêndoa.

Natalie Castro e Joana Costa (Isco, Lisboa) – Queijo de ovelha folhado/ Tosta de bolo de azeite, queijo, mel e frutos secos.

Arnaldo Azevedo (Villa Hotel Foz & Spa, Porto) – Sandes de massa mãe com rabo de boi e queijo de ovelha/Beringela miso e caldo de grão.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.