“Café de especialidade, tostado com paixão”. É assim que se apresenta a EspressoLab, uma cadeia de cafés turca que acaba de abrir a sua primeira loja no coração de Lisboa, pela mão de Renato Correia, onde se bebe café de especialidade. É preciso recuar até 2009 para contar a história deste projeto familiar que deu os primeiros passos na Cidade do Cabo e que começou a tomar forma na cabeça do fundador após provar um expresso com sabor a morango, feito com café natural oriundo da Etiópia.

“Queria que os clientes tivessem uma experiência semelhante à minha quando provei esse café”, diz o Director of Coffee Operations, ao SAPO Lifestyle, sobre este espaço que, na altura, foi um dos primeiros a servir café de especialidade na África do Sul. Face ao comercial, destaca-se pela qualidade superior dos seus grãos, a altitude a que é cultivado, produzido por pequenos produtores em quantidades reduzidas, disponível em lote e por ser rastreável até à origem.

A vontade de partilhar o seu conhecimento fez com que, em 2016, desenvolvesse a marca na Turquia e o resultado está à vista: uma cadeia que se expandiu pelo mundo e que seleciona e torra pessoalmente o seu café utilizando técnicas de torrefação próprias. Consciente de que o café de especialidade é uma tendência em crescimento, em todas as suas 153 lojas o objetivo é o mesmo, ou seja, gerar interesse juntos dos curiosos e dar a conhecer o vasto mundo do café a todos aqueles que pretendem aprender mais sobre aquela que é uma das bebidas mais consumidas no mundo.

“Queremos que as pessoas possam saborear diferentes cafés durante o ano”, refere sobre o espaço que irá ter entre seis a oito variedades fixas, permitindo que os clientes viajem pelo mundo e descubram novos sabores sem sair de Lisboa. Aqui poderá experimentar cafés de países como Colômbia e Guatemala que, consoante a sua origem, adquirem um sabor, aroma, corpo e acidez característicos, opções mais ou menos intensas, com diferentes tamanhos e alguns dos seus bestsellers, como são os lattes (3,50€) e iced lattes (a partir dos 2,50€).

E qual será o segredo de um bom café? “Não quero ser cliché, mas é paixão e dedicação à qualidade. Nunca podemos melhorar um café que é mau, mas podemos estragar um bom café.”

Bolos de assinatura, a outra estrela do menu

A par do café, a pastelaria internacional é outros os grandes atrativos do Espressolab localizado no número 242 da Rua da Prata. Se é fã de bolos – e especialmente de chocolate – vai gostar de saber que no menu deste espaço vai encontrar diferentes sobremesas da autoria de um dos melhores pasteleiros da atualidade, o chef Anthony Bachour.

Biscoito de Massa de Nozes Pecan (biscuit de chocolate de leite, cremoso de praliné de noz pecan, creme de chocolate e creme de chocolate negro), Bachour Rocher (cremoso de chocolate negro, praliné de avelã, mousse de gianduja e chocolate de leite, mergulhado em chocolate de leite e passada em crunch de feuilletine e avelã coberto com pé de ouro), Shortcake de pistácio e morango (com base de pasta de amêndoa, cremoso de pistácio, compota de morangos frescos e cobertura de creme diplomata de baunilha) e, por fim, Rocher Croissant Roll (croissant recheado com creme de gianduja) são as estrelas desta parceria de edição limitada.

“Tentamos que haja alguma rotatividade para que seja uma experiência de curta duração e exclusiva. É uma novidade”, afirma o dono que, em breve, espera trazer outros nomes famosos e outras tendências do mundo da pastelaria para o seu menu e, desta forma, aguçar a curiosidade dos clientes.

A responsabilidade de recriar e confecionar todas as opções que constam no menu ficam entregues a Diogo Soares. Todos os dias a rotina é a mesma no piso inferior do Espressolab: meter no forno, cozer e finalizar. “É tudo feito aqui”, diz o chef de pastelaria sobre a oferta que, em nada, se assemelha às opções dos cafés tradicionais. Na montra irá encontrar Vanilla Bun (1,80€), Cinnamon Roll (2,25€), vários tipos de cookies (a partir dos 2,50€) e ainda sabores de outras culturas. O Simit (preço sob consulta), uma espécie de pretzel, e o Izmir Bomb (2€), uma pequena bola recheada com chocolate, são duas das especialidades turcas mais populares entre os clientes.

Se lhe apetecer algo salgado pode optar entre diferentes opções de sanduíches como a Focaccia de mozzarella (4,75€) ou Roast Beef (6€), um croissant recheado com rosbife. E não estranhe se, por acaso passar por outros Espressolab espalhados pelo mundo, encontrar opções idênticas a estas. A explicação é simples e passa por valorizar os clientes e a sua experiência oferecendo produtos de qualidade. “Para nós o básico é trabalhar com os melhores ingredientes, não só na pastelaria, mas também no café. E ser honesto nisso”, explica o Director of Coffee Operations, referindo que esta é uma forma de “estamos a dar valor ao consumidor sem ele saber.”

Informações

Morada: Rua da Prata 242-254, Lisboa

Horário: De segunda a domingo entre as 07h30 e as 20h00

Foi a “multiculturalidade” e o “estilo de vida da cidade de Lisboa” que levaram Renato Correia a abrir o primeiro Espressolab em Portugal. O espaço de 122m2, que conta com 50 lugares sentados e uma esplanada com vista para o elevador de Santa Justa, pretende assumir-se como um ponto de encontro entre amigos e onde os lisboetas podem, juntamente com os seus animais de estimação, relaxar e passar parte do seu dia. Com apenas dois meses de vida, o proprietário refere que o projeto de expansão do Espressolab em território nacional passa pela abertura de lojas mais pequenas, em zonas estratégicas, onde os clientes pode experienciar os seus produtos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.