Em Salvaterra de Magos, chegado o mês de março, dá-se a rumaria anual aos restaurantes do concelho. Este 2020 não é exceção com uma dezena de estabelecimentos a associarem-se a mais uma edição do Mês da Enguia.

À mesa, estas jornadas gastronómicas apresentam pratos como o ensopado, a caldeira, as enguias fritas acompanhadas com arroz de feijão ou de tomate.

Pretexto, ainda, para degustar outros pratos do concelho ribatejano, com uma mesa que concilia propostas da terra e do rio. Da Lezíria e da Charneca chegam as carnes, as sopas, bem condimentadas e ricas em legumes, hortaliças, carnes e enchidos. Muitas vezes, no passado, para ficarem mais saborosas era-lhes adicionado um osso de porco.

Do Tejo com a enguia, o sável, a saboga, o barbo, a fataça e a lampreia fazem-se sopas, açordas, molhatas, assados.

A doçaria é composta por queijadas, biscoitos, arroz doce, pudins broas, tortas e bolos.

O programa completo deste Mês da Enguia pode ser consultado aqui.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.