É no litoral alentejano, mais concretamente em São Teotónio, no concelho de Odemira, que a partir de junho próximo vamos encontrar o chefe de cozinha Alexandre Silva. O homem que conquistou a estrela Michelin com o seu restaurante Loco, em Lisboa e que já no final de 2019 abriu o seu novo projeto Fogo, ruma a sul numa altura em que mantém encerrados os estabelecimentos na capital.

Com o Atlântico a dois passos, num Alentejo de areais e arribas rochosas, Alexandre Silva junta-se a Pedro Franca Pinto, responsável do projeto turístico Craveiral Farmhouse. Aí, o chefe de cozinha ficará responsável pela mesa do restaurante Craveiral FarmTable.

Alexandre Silva. Memórias, apegos e irritações do chefe de cozinha que sonhou ser fotógrafo de guerra
Alexandre Silva. Memórias, apegos e irritações do chefe de cozinha que sonhou ser fotógrafo de guerra
Ver artigo

Sazonalidade e sustentabilidade, com grande parte dos produtos que chegarão à mesa a provirem da horta local, são alguns dos fundamentos para o novo restaurante que também apostará nos produtores da região, nomeadamente carnes, queijos, enchidos, doces, pães. Tudo somado, a cozinha procurará a autossuficiência com aquilo que produz o território onde está instalada e prevê que a médio prazo, 70% dos produtos a que recorre provenham da propriedade.

Em abril deste ano começaram a ser plantadas os hortícolas, revela-nos a nota informativa que apresenta o restaurante. De resto, até ao final do ano, os nove hectares da propriedade (conta com um pomar de sete mil metros quadrados) receberão novos cultivos. Isto, num contributo para uma “cozinha simples, de produto local e sem grandes artefactos”, sublinha o mesmo comunicado.

No seu novo projeto, Alexandre Silva promete a sua cozinha de fogo, assim como uma mesa apoiada nos princípios do desperdício zero.

“Toda a gente fala de sazonalidade e sustentabilidade, mas depois não colocam estes conceitos em prática. Os restaurantes devem preocupar-se e ser verdadeiros e é essa verdade que procuro aqui”, afirma Alexandre Silva.

“Consumimos de mais. Descartamos de mais. Não se trata já de crescer, mas de sobreviver”. Eunice Maia, o rosto do “Desafio Zero”
“Consumimos de mais. Descartamos de mais. Não se trata já de crescer, mas de sobreviver”. Eunice Maia, o rosto do “Desafio Zero”
Ver artigo

O restaurante, cujo espacço interior foi desenhado pelo arquiteto Tiago Silva Dias, é marcado por uma gigante lareira, rodeada de sofás. Em torno, 70 lugares sentados servem de palco para todas as refeições, incluindo o pequeno-almoço. No exterior, instalou-se uma esplanada com 70 lugares sentados.

Gostava de receber mais informações sobre este tema? Subscreva a nossa newsletter e as nossas notificações para que nada lhe passe ao lado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.