Foi pelas mãos de Bárbara Monteiro, a filha mais nova de três irmãs, que nasceu a Mainova, após uma década de trabalho nas plantações de olival (90 ha) e vinha (20 ha) da herdade, adquirida pela família ainda em 2010. Da combinação dos solos de xisto, granito e todo o ecossistema envolvente, nasceram vinhos e azeites.

“Desde que adquirimos a herdade que sempre tivemos muito cuidado com o trato do campo e com a sustentabilidade dos ecossistemas, criou-se uma ligação muito forte com a natureza. Por isso, fazia todo o sentido transmitir esse ambiente e esse cuidado também no processo de transformação dentro da adega”, explica Bárbara Monteiro.

Dentro do novo espaço Mainova, os tons térreos pincelam as paredes e os materiais como as madeiras, a corda e as vergas ajudam a criar um imaginário apegado à natureza. “Quisemos fazer uma ode aos nossos artistas, daí chamarmos ao espaço de galeria, porque é uma homenagem aos artistas que estão no campo e ao que estão dentro da adega a fazerem cada um a sua magia”, adianta Bárbara.

As mais recentes experiências de enoturismo no Alentejo contam com eventos feitos à medida
créditos: Mainova

A adega divide-se em dois pisos — o inferior tem uma sala de estágio que guarda as barricas de madeira — e é ocupada pela maquinaria especializada e as grandes cubas metálicas, de onde saem as várias referências vínicas com as assinaturas Mainova, Moinante e Milmat. Tal como os azeites – Clássico e Early Harvest—, também os vinhos são produzidos através de um regime de produção integrada e biológica, resultando em vinhos com pouca intervenção, baixos sulfurosos e com certificação vegan, pela mão dos enólogos António Maçanita e Sandra Sarria.

O novo espaço conta ainda com uma pequena cozinha de apoio para os eventos personalizados e uma sala de provas preparada para receber grupos onde estão expostas todas as referências do produtor, também disponíveis para venda direta ao público.

Os novos programas de enoturismo foram pensados para todo o tipo de entusiastas de vinhos, mas sem nunca esquecer o outro lado da Herdade — o dos azeites. As experiências arrancam com o “Mainova Iniciante”, que inclui uma visita pela adega, uma prova de três vinhos e uma tábua de queijos e enchidos regionais (20 euros/pessoa, 30 a 45 minutos). O programa “Mainova Intermédio” contempla o mesmo que o anterior, mas em vez de três a prova é feita com cinco vinhos distintos da marca (40 euros/pessoa, 60 a 90 minutos).

As mais recentes experiências de enoturismo no Alentejo contam com eventos feitos à medida
créditos: Mainova

O azeite, que é a outra face da moeda da Mainova, assume igualmente um lugar de destaque. É possível marcar dois programas dedicados ao azeite produzido na Herdade: o “Mainova Extra Virgem Iniciante”, com prova de quatro azeites extra virgem e uma tábua (15 euros/pessoa, 30 a 45 minutos), e o Mainova Extra Virgem Intermédio, uma prova de seis azeites extra virgem (comparações monovarietais) e tábua (35 euros/pessoa, 60 a 90 minutos). A experiência mais completa é o “Mainova Fluente “que inclui, além da visita, uma prova com seis vinhos e outra com quatro azeites extra virgem, acompanhadas também por uma tábua (50 euros/pessoa, 120 minutos).

Nesta nova fase, a Mainova oferece também experiências à medida para quem deseja ter um momento personalizado. É possível organizar eventos privados — de aniversários a team buildings —, participar num programa de vindima, assistir a um showcooking, organizar uma refeição com foodpairing ou fazer um piquenique à sombra de uma oliveira milenar. Os preços destas experiências por medida dependem do tipo de evento e do número de pessoas que nele participam.

Todos os programas de Enoturismo Mainova estão disponíveis consoante marcação prévia, que pode ser feita através do formulário no site da marca, por e-mail ou telefone (enoturismo@mainova.pt ou 910 732 526).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.