Em Portugal, temos várias maçãs típicas como a Riscadinha de Palmela (DOP); Bravo Esmolfe (DOP); Maça de Alcobaça (IGP) que pode englobar até nove espécies, da Reineta à Fuji ou Royal Gala; Maçã da Beira Alta IGP (Indicação Geográfica Protegida); Maça Cova da Beira (IGP); e, Maçã de Portalegre IGP (que integra a família Bravo). Estas são também as regiões protegidas e autenticadas, o que faz com que, em Portugal, os principais territórios de produção sejam o Ribatejo e Oeste (40%), Trás-os-Montes (30%), Beira Litoral (13%) e a Beira Interior (12%). E, desde 2008, contamos com a Confraria Gastronómica da Maçã Portuguesa, criada para valorizar o fruto e as suas diferentes utilizações.

Podemos encontrar maçãs disponíveis quase todo o ano – apenas entre maio e julho a produção é interrompida – ao mesmo tempo que observamos as variedades específicas que surgem a cada estação. É caso para dizer que a maçã – e as suas diferentes variedades – nos pode acompanhar ao longo de quase todo o ano.

maçãs
créditos: Annie Spratt/Unsplash

Já diz o ditado que “one apple a day keeps the doctor away”. Na verdade, o consumo regular e frequente de fruta ajuda a manter e promover bons níveis de saúde, e, existem várias vantagens associadas ao consumo da maçã, entre as quais:

A elevada concentração de fibras solúveis favorece o funcionamento do intestino (para além da concentração de água que encontramos nas maçãs, o que ajuda favoravelmente no processo de hidratação do órgão e consequente nível de saúde global). Leia mais sobre fibra.

Ajuda a controlar os níveis de saciedade devido à presença de fibra);

A presença de vitamina C atua como antioxidante, o que estimula o sistema endócrino. Os antioxidantes bem presentes nas maçãs são também cruciais para combater os radicais livres, responsáveis pelos níveis de inflamação no corpo (como por exemplo a acne);

A maçã tem elevados níveis de potássio e vitamina K.

Um fruto equilibrado

A maçã é um dos frutos mais equilibrados de todos. Para além de estar perfeitamente adequada ao nosso clima e às necessidades do nosso corpo, tem várias propriedades nutricionais bastante interessantes. O melhor de tudo? Desde a Grécia antiga que é percepcionada como o símbolo do amor.

Para além da maçã ao natural e completa (coma sempre a casca para obter o aporte ideal de fibra – tendo sempre como primeira opção as de origem biológica) podemos consumir a maçã de inúmeras formas. Seja em entradas, pratos principais, sobremesas ou outras iguarias gastronómicas.

Apresento-lhe três sugestões para celebrar a maçã na sua versão doce...

Gelatina

Gelatina de origem vegetal retirando partido da doçura natural da maçã, usando o máximo potencial da versão em sumo deste fruto.

Gelatina
créditos: Green Smiles

Crumble  

Na versão original encontra a sugestão de peras, mas garanto que este Crumble  fica delicioso com um mix de várias maçãs, das mais ácidas às mais doces. É uma sobremesa fácil de preparar e deliciosa.

Crumble
créditos: Green Smiles

Bolo de maçã

Este Bolo de maçã é ideal para uma reunião de família ou amigos, daqueles fofos e com belas fatias que agradam a todos. Para fazer e repetir, muitas vezes.

bolo de maçã
créditos: Green Smiles

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.