A nova carta Peixola, agora com assinatura do chefe Vítor Hugo (Eleven, 100 Maneiras), introduz uma combinação de pratos inovadores que evidenciam a simplicidade e riqueza dos próprios ingredientes, aqui reinventados sob a influência das diferentes cozinhas do mundo.

Gravlax de salmão com zimbro e molho de endro, Ostras com maracujá e espuma do mar, Sopa fria de clorofila de espinafres com garoupa marinada e pó de avelã ou Taco de polvo com molho de caril vermelho e coentros são apenas algumas das sugestões desta nova carta.

Lisboa: Na Rua do Alecrim há Peixola e a comida de mar pesca-se fresca
A casa tem 30 lugares sentados em torno do grande balcão central.

Os ingredientes são sempre frescos, da época e selecionados por Vitor Hugo, que garante “nem sempre vamos ter ostras, por exemplo, pois nem sempre encontro as ostras mais frescas. Isso pode acontecer. Mas na mesma medida, também podemos ter surpresas, caso eu me depare com algum ingrediente e resolva fazer um prato especial, só para aquele dia”.  O chefe de cozinha deste Peixola recomenda ainda finalizar a refeição com o Petit Gateaux de caramelo com gelado de frutos vermelhos, um dos pratos emblemáticos da casa.

A carta de bebidas também está diferente. Os vinhos e espumantes ganham novo protagonismo nesta carta que é também rica em Cocktails, em particular de Rum.

A localização do Peixola, próximo de diversas casas de espetáculos e teatros da capital, e a demanda dos clientes, ditaram a necessidade de alargar o horário de funcionamento do restaurante para permitir, aos mais notívagos, a possibilidade de cear ou jantar um pouco mais tarde. Nasce, então, o “Maré Alta”, um horário especial, até às 2h00, disponível apenas de quarta a sábado.

Lisboa: Na Rua do Alecrim há Peixola e a comida de mar pesca-se fresca
Chefe de cozinha Vitor Hugo.

O restaurante Peixola está ainda disponível nas plataformas Glovo e Uber Eats, sendo possível degustar toda a carta em casa ou surpreender num jantar de amigos. Alguns dos pratos incluem um cartão com dicas de Vitor Hugo para poder servir e empratar, como um profissional.

O Peixola abriu portas em 2016 e apostou num espaço inovador, centrado no grande balcão revestido a marmorite, uma técnica artesanal e manual cada vez menos usada que confere ambiente mais sofisticado. O balcão central tem capacidade para 30 pessoas, havendo ainda algumas mesas para quem preferir um ambiente mais reservado.

Lisboa: Na Rua do Alecrim há Peixola e a comida de mar pesca-se fresca
Ostras com maracujá.

Nuno Correia Pereira é um dos empreendedores responsáveis por este e outros. “Em 2013, abrimos a Espumantaria do Cais, no Cais do Sodré, um espaço com uma seleção única de espumantes nacionais, algo que não existia em Lisboa”.

Lisboa: Na Rua do Alecrim há Peixola e a comida de mar pesca-se fresca
Tártaro de atum.

“Atualmente estamos com quatro projetos, todos em fases de crescimento distintas: a Espumantaria do Cais, a Espumantaria do Petisco, o Peixola e o Ferroviário, o antigo Clube Ferroviário que abrirá ao público totalmente remodelado já no próximo mês de maio. Em 2017, alcançámos ainda um dos nossos sonhos com o lançamento do nosso próprio espumante, o Da Casa, que se encontra à venda em todos os nossos espaços”, acrescenta o responsável.

Peixola

Rua do Alecrim 35, Lisboa

Reservas: Tel.: 213 460 011

Horário: Domingo a segunda feira das 19h00 às 0h00, 4ª a sábado das 18h00 às 02h00

Lisboa: Na Rua do Alecrim há Peixola e a comida de mar pesca-se fresca
Taco choco.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.