Segundo a Liga Portuguesa Contra o Cancro, surgem atualmente cerca de 6.000 casos de cancro da mama por ano na população feminina portuguesa. São 11 novos casos por dia e quatro mortes diárias. Durante o movimento Outubro Rosa, são inúmeras as campanhas solidárias promovidas um pouco por todo o mundo e Portugal não é exceção. Por ser o mês internacional da prevenção desta doença, tornou-se habitual, nos últimos anos, que algumas marcas se associassem aos vários organismos que lutam contra este flagelo.

Para incentivar a prevenção e o diagnóstico precoce do cancro da mama, a MO, marca de moda portuguesa do grupo Sonae, tem à venda, até 31 de outubro, três t-shirts solidárias, que pode ver na galeria de imagens que se segue, desenvolvidas em parceria com a ilustradora Violeta Cor de Rosa, o nome artístico de Joana Soares. "Há causas que nos vestem bem" foi o nome dado à campanha solidária. À venda online e nas lojas físicas da marca, custam 7,99 €. Desses, 3 € revertem a favor do Instituto Português de Oncologia.

Homenagear as mulheres que já sentiram na pele este drama é uma pretensão assumida pelas marcas. Depois da mulher de um dos sócios da DCK Boardshorts ter sido diagnosticada com cancro de mama, esta empresa portuguesa familiar que produz calções de banho também não ficou indiferente ao problema. O contacto próximo com a doença fez-lhes despertar a necessidade de fazer mais. Foi assim que nasceu Wear It Pink, um modelo especial de edição limitada que é uma ode à valentia destas mulheres.

Pastilhas elásticas são o segundo resíduo mais produzido no planeta mas já há quem as recicle para fazer calçado
Pastilhas elásticas são o segundo resíduo mais produzido no planeta mas já há quem as recicle para fazer calçado
Ver artigo

"É um fato de banho preto com vários seios desenhados a cor de rosa, com tamanhos, feitios e formas diferentes, representando a singularidade de cada mulher", justifica Fernando Costa, diretor de marketing da marca, uma das muitas que revelam preocupações ecológicas nos dias que correm. Cada um dos exemplares do novo modelo é fabricado a partir de seis garrafas de plástico recolhidas do oceano. 30% das vendas do modelo serão doados a mulheres com cancro de mama. "A mensagem principal é que tomem precauções, façam exames de rotina e estejam alerta para este tema. Aproveitamos a nossa plataforma de comunicação para alertar para este facto importante, por vezes esquecido", refere.

A Kiabi também não quis ficar de fora. A marca de moda nascida em França junta-se este ano, uma vez mais, à Liga Portuguesa Contra o Cancro e a este movimento. Até 31 de outubro, por cada peça da coleção Outubro Rosa vendida, a empresa compromete-se, no âmbito da sua política de responsabilidade social, a doar 1 € àquela instituição e, assim, reforçar o seu apoio às mulheres vítimas desta doença, na linha do que também está a fazer a etiqueta de moda espanhola Mango, que tem à venda uma nova coleção solidária.

Disponível online e nalgumas das principais lojas da marca por todo o mundo, esta linha integra, para além de t-shirts das linhas Violeta by Mango e Mango Man, t-shirts e uma bolsa da linha Woman. Tanto as peças como os acessórios caracterizam-se por incluir mensagens de força e de esperança. A receita obtida com a venda destas peças reverterá integralmente a favor da Fundación Fero, uma fundação privada, sediada em Barcelona, na Catalunha, no sul de Espanha, que se dedica à investigação da cura para o cancro.

Fique sem dúvidas sobre o cancro da mama. Os esclarecimentos de uma das mais reputadas oncologistas nacionais
Fique sem dúvidas sobre o cancro da mama. Os esclarecimentos de uma das mais reputadas oncologistas nacionais
Ver artigo

A Women'Secret, outra marca espanhola, continua a apostar na prevenção da doença através do movimento #simimporta e do projeto "Coisas que importam". A iniciativa convida as mulheres a juntarem-se à campanha em curso, comprando uma das quatro cuecas solidárias que a empresa tem à venda durante este mês. O valor angariado com a comercialização será canalizado para um projeto de estudo da interação genética dos tumores, que pretende descobrir uma forma de antecipar a resposta à quimioterapia em mulheres com cancro da mama em estadios iniciais, que está a ser desenvolvido pelo Fundo iMM-Laço: A Caminho da Cura, iniciado em 2015 pelo Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes.

O objetivo passa por desenvolver um método que permita identificar quais são os cancros de baixo risco que podem, assim, evitar tratamentos agressivos, como a quimioterapia. A contribuir para esse fundo está também o laboratório farmacêutico internacional Isdin, que relançou, nas últimas semanas, a campanha "Juntas contra o cancro de Mama", desenvolvida em colaboração com as farmácias portuguesas aderentes, de forma a aumentar a consciencialização das mulheres para esta doença.

Tal como já sucedeu em 2019, por cada produto da Woman Isdin vendido, a marca assume o compromisso de doar 1 € ao Fundo iMM-Laço: A Caminho da Cura, afeto à Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Além da gama dedicada ao bem-estar feminino, esta iniciativa solidária também se estende à loção protetora específica para peles submetidas a radioterapia Ureadin Rx Rd da Isdin. Apoiar a prevenção, a investigação e o tratamento desta patologia é também a pretensão da Intimissimi.

Por cada sutiã vendido, online e em qualquer loja física do país, a marca de moda italiana promete doar 2 € à Liga Portuguesa Contra o Cancro para apoiar a luta contra o cancro da mama. A iniciativa, que tem a atriz Sofia Ribeiro como embaixadora, transformará o montante angariado num veículo de exposição itinerante para a sensibilização em prol da prevenção do cancro. Em 2015, a artista surpreendeu o país ao revelar que tinha cancro de mama, uma dor que foi partilhando com os fãs, como pode (re)ver de seguida.

Em 2020, apesar da pandemia global de COVID-19 ter mudado o mundo, o Hard Rock International voltou a assumir o seu compromisso inabalável com esta causa, apoiando a consciencialização e a investigação do cancro da mama através da campanha anual "Pinktober", que promove e dinamiza há já mais de duas décadas. Através da fundação Hard Rock Heals Foundation, todos os restaurantes, hotéis e casinos do grupo em todo o mundo materializam esta campanha, que vende merchandising de edição limitada.

Em Portugal, na loja física do Hard Rock Cafe Lisboa, à semelhança do que sucede na digital, pode ser adquirida uma máscara facial com a fita cor de rosa que identifica universalmente esta luta e o pin de lapela Pinktober Pink Ribbon. A cadeia de ginásios Fitness Hut, a marca de cereais Fitness da Nestlé e a marca de perfumaria e cosmética Estée Lauder são, a par da Esbelt, marca de lingerie e de cintas modeladoras brasileira criada pelo empresário Antoine Pasos, outras das entidades que abraçaram esta causa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.