Lily-Lark, uma empresa com sede em Manhattan desde 2015, cria e produz os únicos guarda-sóis de tecido de bambu premium com um revestimento UPF 50+ que protege a pele dos raios ultravioleta.

A New York Magazine chama-os de o "Tesla dos Parasóis" As sombrinhas são impressas com designs contemporâneos de artistas de todo o mundo e feitas à mão no sudeste da Ásia.

Lisa Selwitz, CEO da empresa e ex-diretora de arte de publicidade, está atualmente a desenvolver duas novas linhas - uma versão intermediária para o mercado de massas e uma coleção para noivas.

"Está provado que o sol envelhece a pele mais rápido do que qualquer outra causa. Por isso, tinha necessidade de arranjar uma forma de manter a minha aparência o mais jovem possível”, disse Selwitz. "Estava determinada a criar um novo tipo de guarda-sol com alta proteção UV".

Lily-Lark parasol
créditos: Lily-Lark

A sombrinha oriental tradicional é feita com papel oleado, mas Lisa decidiu fazer as suas com tecido para uma maior resistência e durabilidade. Crescendo com uma mãe artista abstrata e mergulhada nas artes, Selwitz recorre ao mundo da arte para criar os seus projetos. É por isso que as sombrinhas Lily-Lark têm sido chamadas de "obras de arte ambulante" por muitos dos seus clientes.

"A peça feita à mão é em parte obra-prima singular, em parte proteção solar funcional (proteção de 98%), uma profusão de cores e gráficos digitais", escreveu o jornal The Boston Herald.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.