Nesta estação, o conceito de tendências de moda mudou. Deixou de ser aquilo que era para passar a afirmar-se como um ponto de partida e não de chegada. A partir das tendências sugeridas pelos criadores de moda e pelas marcas internacionais de referência, o consumidor ganhou uma liberdade nunca antes vista no que concerne à interpretação das mesmas para personalizar o seu estilo, afirmando-se através da forma original de abordar os looks da estação.

Hoje vestimos o que queremos ser. Todos queremos ser únicos  e a moda desta estação segue o consumidor, respeita as suas opções, a sua personalidade e a sua individualidade. No CascaiShopping, entre 16 de outubro e 01 de novembro, das 11h00 às 20h00, o cliente será o centro desta abordagem, tendo ao seu dispor um serviço gratuito de consultoria de moda.

Por um lado, uma  equipa de fashion advisers orientará o processo complexo de ajudar  o cliente a descobrir as peças-chave da estação e as peças de fundo de armário, seguindo as regras académicas de uma assessoria de imagem. Por outro lado, dá-lhe a mão para que este potencie o be yourself tão em voga, através das suas escolhas, relegando para segundo plano essas regras rígidas de estilo, onde se espartilhavam as opções ditadas pelas tendências de moda de outrora.

A  moda hoje dá-nos uma liberdade de expressão que tanto nos pode levar a  comprar um poncho ou um kaftan de inspiração nos anos da década de 1970 criando um visual mais boémio ou levar-nos a  comprar um look mais minimalista e urbano e selecionar  um look integral onde impera  o negro com  inspiração no estilo gótico neovitoriano. Todas essas opções são válidas e corretas desde que as mesmas  ajudem a  afirmar a nossa personalidade.

Épocas e subculturas urbanas em voga

Épocas e subculturas urbanas são revistas numa abordagem atual. Voltamos a olhar para décadas anteriores para descobrir peças com padrões florais, onde a pele, o pelo e a camurça são referência. As franjas continuam presentes em looks de inspiração seventies.  O corte evasé e os estampados gráficos remetem-nos para uma inspiração nos anos da década de 1960, redescobrindo a magia dos baús das nossas mães e avós.

O disco sound, os rockers e o movimento punk dos anos da saudosa década de 1980 são uma grande inspiração para esta estação de contrastes e de respeito pelo passado com um olho no futuro. O styling ajuda-nos a criar uma personalidade própria numa estação onde impera a liberdade do make it yourself!

Texto: Lido Palma (fashion adviser e diretor da Karacter Agency)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.