Para tudo há um ciência e para escolher um perfume também. Não basta gostar de uma fragância em termos gerais, há que senti-la na pele com todo o seu esplendor. Aqui ficam algumas dicas para se lembrar na hora em que estiver indecisa:

· O clima influi muito. Se eleger um perfume concebido num país mais frio,lembre-se de perguntar se não existe uma versão eau de toilette, ou seja, a mesma fragrância numa versão mais leve, para usar durante o dia. É melhor retocar o perfume, se achar necessário,ao longo do dia, do que sair, logo pela manhã, recendendo a perfume…

.Deve-se escolher essências mais leves no verão, com teor cítrico e floral (sobretudo durante o dia), e outras mais fortes para o inverno, como as orientais e de especiarias. E ter sempre em atenção que o calor aumenta a intensidade das fragâncias e o frio diminui.

· O perfume não pode entrar em contradição com outros cosméticos. Se possível, mantenha uma coerência de cheiros. Escolha desodorizantes e hidratantes corporais inodoros ou da mesma linha. Se também forem perfumados o efeito pode ser desastroso.

· Escolha com tempo e cheire diversos aromas. Primeiro no papel, assim a sua pele não ficará "contaminada" por vários cheiros diferentes que poderão atrapalhar a eleição final.

. Peça opinião, pois há um mmomento em que pode já estar muito inundada de cheiros e nada como uma amiga ou mesmo o lojista para lhe dar um conselho.

. Se ainda assim sentir dificuldade, coloque o perfume que mais apreciou e saia da perfumaria para dar uma volta e analisar como se sente com esta nova fragância. É fundamental que se sinta a mulher mais confiante do mundo, senão não é esse o seu aroma...

N.R.

Veja ainda:

Como aplicar o perfume

Pareça dez anos mais nova

Antecipe o Verão 2010

Suor

Um gloss fetiche

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.