É rara a mulher que não se queixa dela. São vários os fatores que favorecem a celulite, nomeadamente a estrutura da pele feminina, sedentarismo, alimentação hipercalórica, componente genética, má circulação, consumo de álcool e tabaco, mas também são várias as estratégias que permitem contrariar a pele casca de laranja. Entre as soluções encontra-se a adopção de um estilo de vida mais activo, reequilibrar a alimentação, aplicar cosméticos, recorrer a massagens manuais, tratamentos mecânicos ou a tecnologias de vanguarda.

Quando nada disto resulta existe ainda uma outra opção, a cirurgia plástica, indicada para combater a celulite apenas nos casos mais rebeldes e desde que realizadas por um cirurgião plástico. De seguida, encontra intervenções cirúrgicas que podem, em alguns casos, ajudar a eliminar o efeito pele casca de laranja. Tenha, contudo, em conta que nenhuma cirurgia oferece uma solução cem por cento eficaz contra este problema. Estas são algumas das cirurgias estéticas que ajudam a minorar o problema:

- Liposucção tradicional e liposucção ultrasónica

A técnica tradicional de liposucção consiste na aspiração da gordura através de cânulas de diferentes espessuras. Tem o inconveniente de não ser indicada em pessoas com flacidez, pois o resultado final é directamente proporcional à elasticidade da pele. Adequa-se sobretudo a casos de celulite edematosa (associada a retenção de líquidos, é dolorosa) e de celulite dura. Recentemente, começou a ser utilizada a liposucção ultrasónica que consegue uma maior retração da pele.

Esta prática é especialmente indicada em zonas como o ventre e a parte interna das coxas, onde pode haver excesso de pele a corrigir. Este é um tipo de cirurgia que pode ser benéfico nos casos de celulite mole. O custo destas intervenções situa-se entre os 1.500 e 6.000 €, consoante a técnica utilizada e a zona a tratar. A clínica escolhida e/ou o profissional contratado também podem ter influência no preço, tal como o estado da pele.

- Lipoescultura laser

É uma variante simplificada da liposucção tradicional que permite não aspirar a gordura, mas sim libertá-la das células onde estava armazenada, através da radiação laser, e lançá-la na corrente sanguínea para ser, progressivamente, eliminada por essa via. Evita o internamento e a anestesia geral, oferece maior segurança, uma vez que o laser coagula os vasos sanguíneos e linfáticos, o que diminui o sangramento e o inchaço. Esta solução permite o regresso imediato do paciente à sua rotina normal. Preços a partir dos 600 € por zona a tratar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.