Parece simples, mas a verdade é que existem vários pontos a ter em atenção. O mais provável é que sintam a pressão da família para tomarem uma decisão rápida e, é claro, que cada um vai querer ter o seu familiar por perto. Neste momento, é importante sentarem-se, terem uma conversa e colocar na balança os prós e os contras. O Felizes.pt deixam-nos alguns tópicos a considerar:

1. Se os pais e os sogros moram em cidades diferentes

Neste caso, pode haver uma divisão. Por exemplo, Natal na casa dos pais, ano novo na casa dos sogros. No próximo ano, podem fazer ao contrário, assim ninguém fica dececionado com a decisão. Há tempo para tudo, basta alinharem os horários e chegarem a uma conclusão em conjunto.

2. Se os pais e os sogros moram na mesma cidade

Aqui têm duas opções: passar a ceia na casa de um deles e o almoço do dia seguinte na casa do outro. No primeiro ano talvez possam estranhar esta dinâmica, mas acabam por acostumar-se. Se for possível, podem sempre dividir a noite em dois. Na primeira casa participam no cocktail prévio ao jantar e deixam os presentes na árvore. Na segunda, jantam e entregam os presentes (ou chegam já para a sobremesa e entrega de presentes, dependendo da tradição de cada um).

8 sinais de que está a servir de rebound para alguém
8 sinais de que está a servir de rebound para alguém
Ver artigo

3. Porque não unir as duas famílias?

Se estão abertos a experimentar algo diferente, que tal meterem mãos à obra e organizarem a ceia ou almoço na vossa casa e convidarem tanto os pais como os sogros? Será necessário planear a logística do Natal - o que não é fácil -, mas poderá ser bastante divertido e assim ninguém fica de fora!

4. Respeite as tradições de Natal do seu parceiro

Existem várias tradições, religiões e dinâmicas natalícias. Cada família com a sua. E, por isso, é importante haver respeito e compreensão, sobretudo nesta altura do ano em que todos se encontram num frenesim, com os níveis de stress em alta. Tente aprender um pouco mais sobre a religião e os costumes do seu parceiro, e quem sabe, ele fará o mesmo por si. Essa pode ser uma maneira de conhecerem-se melhor e irá ajudar a planear as festas da melhor maneira possível para ambos.

5. E se aproveitarem estes dias para viajar?

Fugir dos problemas nunca é a melhor opção. Mas, se o stress estiver a ser demasiado e se se encontram numa encruzilhada, essa pode ser uma boa solução. Planear uma viagem nesta altura do ano é a opção de muitos casais, famílias e pessoas singulares, que querem fazer algo diferente do tradicional e “fugir” à azáfama da época festiva. Se vive num sítio frio, fuja para o calor. Se por outro lado viver num sítio com calor, tenha a experiência de ver a neve a cair pela janela e tenha uma experiência típica de um clássico filme natalício.

Não se esqueça, o importante nesta altura do ano é reunir a família, e celebrar o amor. Evite que a agitação destes dias lhe traga ansiedade. Seja paciente, resiliente e tudo se irá alinhar a favor de todos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.