Normalmente, a vagina fica húmida por si própria durante o contacto sexual ou ao menor sinal de excitação erótica. Também é possível que, devido a determinados fatores, a lubrificação da membrana mucosa vaginal não funcione como devia, uma situação que afeta milhares de mulheres em todo o mundo. Em (con)sequência disso, são muitas as que, na falta de lubrificantes artificiais, evitam as relações sexuais com os parceiros.

As razões físicas para a falta de lubrificação vaginal

A vagina pode ficar seca devido a lesões no sistema nervoso, a baixos níveis hormonais no sangue e/ou ainda a um mau funcionamento das glândulas. A falta de lubrificação vaginal pode ser também um efeito secundário do consumo de várias drogas.

As razões psicológicas para a falta de lubrificação vaginal

As pressões psicológicas são outras razões possíveis para a falta de lubrificação vaginal sentida por algumas mulheres, como avançam vários estudos internacionais. A mulher cuja vagina não é lubrificada naturalmente devido a problemas psicológicos, muitas vezes, não quer ter relações sexuais e chega mesmo a evitá-las, como também sublinham vários especialistas em psicologia e psiquiatria.

Não sentir desejo sexual e fazer sexo com o parceiro apenas para satisfazer as necessidades dele também é bastante frequente. A secura vaginal pode ser provocada por uma experiência sexual traumática do passado, como violação ou incesto. Mas as razões mais comuns para a falta de lubrificação são o stress, problemas na relação, medo de ter relações sexuais, depressão e outros problemas psicológicos.

Os tratamentos a que as mulheres podem recorrer

Se a sua vagina não se lubrifica naturalmente, deve consultar um médico. O psiquiatra ou ginecologista vai fazer um diagnóstico exato e recomendar um tratamento apropriado. Até ir ao médico ou enquanto estiver à espera da consulta ou dos resultados dos exames, não negligencie a sua vida sexual. Os problemas com a lubrificação vaginal podem ser resolvidos temporariamente com o uso de um lubrificante.

Os lubrificantes vaginais são pomadas à base de água, de óleo ou de silicone, mas também há cremes e formulações com outros ingredientes, que substituem a lubrificação vaginal natural da mulher. Para muitos casais, os lubrificantes são acessórios sexuais excelentes e indispensáveis que melhoram consideravelmente as relações sexuais. Podem ter vários formatos e sabores. Alguns contêm aloé vera e vitamina E.

Substâncias que suavizam a pele e a membrana mucosa. Além de os encontrar em farmácias e parafarmácias, pode também comprá-los em qualquer loja erótica ou ainda encomendá-los através da internet. Alguns dos produtos disponíveis no mercado, além de respeitarem o pH vaginal, também amplificam a sensibilidade da vulva e do clitóris. Depois de os aplicar, é só pensar nas posições sexuais que lhe vão devolver o prazer.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.